Bairros Paraíso, Fonte Nova e Fé em Deus são escolhidos para programa do Governo Federal

Os bairros selecionados apresentaram maiores problemas habitacionais, afirma o secretário da Semduh


De acordo com o secretário da Semduh, Lindemberg Mota, o município de Santana enviou três projetos e aguarda a liberação do recurso junto ao Ministério das Cidades.

Foto: Márcia Facundes

A Prefeitura de Santana, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), incluiu os bairros Paraíso, Fé em Deus e Fonte Nova no projeto encaminhado ao programa “Cartão Reforma”, do governo federal. Os moradores desses bairros poderão recorrer ao auxílio de até R$ 5 mil para reforma de suas residências. A previsão é de que até o dia 8 de setembro ocorra à liberação do resultado das propostas, pelo Ministério das Cidades.

De acordo com o secretário da Semduh, Lindemberg Mota, o município de Santana enviou três projetos e aguarda a liberação do recurso junto ao Ministério das Cidades. “O primeiro projeto que nós mandamos foi aprovado pelo Ministério das Cidades, mas não foi liberado o recurso. Então, o ministério publicou um novo edital e nós, novamente, mandamos mais dois projetos, que já estão em análise. Agora é aguardar que esse recurso venha para que a prefeitura comece a realizar o cadastramento dos beneficiários e disponibilizar o cartão reforma”, explicou.

O Cartão Reforma é um programa do Governo Federal onde os municípios cadastram seus projetos habitacionais para que as pessoas possam ser contempladas com até cinco mil reais para realizarem pequenas reformas em suas residências, ou seja, melhorar ou ampliar um cômodo, consertar o telhado, entre outros serviços.

Segundo o secretário, após a liberação do recurso, os interessados deveram apresentar suas propostas junto à prefeitura para que passem por uma avaliação. “Os interessados deverão mandar suas propostas de reforma para a Semduh e nós encaminharemos uma equipe até as residências, que fará a avaliação das informações e do imóvel a ser beneficiado. Além disso, os beneficiários também deverão ter renda mensal de até R$ 2.811,00 reais (dois mil, oitocentos e onze reais)”, finalizou.

About the author

Related