CORINTHIANS PODE TER TAÇA DO MUNDIAL PENHORADA POR ANTIGA DÍVIDA; CLUBE SE POSICIONA

Troféu corinthiano é alvo de credora do clube

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

O Corinthians pode ver uma de suas principais relíquias ser penhorada pela Justiça. O Instituto Santanense de Ensino Superior, com quem o Timão trava batalha judicial desde 2008, executou o clube para receber o valor milionário que julga ter direito. Para isso, vale até envolver um dos dois troféus alvinegros do Mundial de Clubes, o de 2012 – confira o posicionamento corinthiano ao fim da matéria.

O portal Uol Esporte teve acesso à solicitação protocolada pelo instituto nesta quarta-feira. A credora reivindica o recebimento de cerca de R$ 2,5 milhões em razão de uma dívida do Corinthians datada de 2008.

O Instituto Santanense, mantenedor da UniSant’Anna, já havia tentado bloquear parte da premiação do Timão pelo vice-campeonato da Copa do Brasil, conquistado no último dia 17 de outubro. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF), entretanto, depositou os R$ 10 milhões restantes antes de receber a intimação – ela pagara R$ 10 milhões inicialmente.

Para o credor, houve conluio entre Corinthians e CBF para evitar que o dinheiro fosse bloqueado. A empresa diz que o assunto se tornou público no dia 22, antes de a entidade transferir a quantia. Também argumenta que o Timão enviou um recibo de quitação à mesma CBF três dias antes, em 19 de outubro.

“É inconteste que o Executado tinha ciência do pleito formulado pelo Exequente e, assim, em conluio com a CBF buscou adiantar o recebimento do prêmio ao qual fazia jus, frustrando, assim, o cumprimento da determinação judicial de bloqueio desses valores”, relata o documento.

A dívida do Corinthians com a UniSant’Anna teve início dez anos atrás. A universidade chegou a alugar determinado espaço dentro do Parque São Jorge, sede social do clube, onde montou um campus. Contudo, segundo a própria, o Timão passou a impedir o acesso de alunos e funcionários, obrigando-a a buscar indenização.

A reportagem do Meu Timão entrou em contato com o departamento de comunicação corinthiano a fim de mais informações sobre a nova solicitação feita pela credora envolvendo o troféu. O clube se posicionou às 19h50, via nota oficial, e classificou o pedido como “absurdo (…) por ferir a ordem legal de preferência dos bens passíveis de penhora com o único intuito de gerar efeito midiático infundado (…)”.

Por enquanto, a taça do Mundial de 2012 permanece sob os cuidados do Corinthians.

Leia a nota oficial divulgada pelo Timão

O Sport Club Corinthians Paulista informa que não houve qualquer fraude no pagamento da premiação referente à Copa do Brasil, tendo a CBF procedido aos repasses conforme calendário regular, bem como informa que não houve nenhuma determinação de penhora sobre a taça do mundial de 2012, mas apenas um pedido dos advogados do Instituto Santaense nos autos, considerado absurdo pela agremiação por ferir a ordem legal de preferência dos bens passíveis de penhora com o único intuito de gerar efeito midiático infundado. O clube destaca que também aciona o referido Instituto na Justiça, que mantinha tratativas para a resolução amigável da disputa e que todas as medidas legais cabíveis foram e estão sendo tomadas.

Notícia devidamente atualizada às 20h10*

About the author

Related

WhatsApp chat