Investigações encerradas, e apontou precipitação do policial

Polícia Civil diz após investigações e oitivas , que não houve briga entre vítimas e nem simulação de falso assalto.

 

 (Foto: Facebook/Reprodução)

A trágica morte dos jovens Ronald Willian Souza e Ricardo Brito de Oliveira, ambos de 21 anos, completou  um mês hoje (6), e as investigações mesmo com algumas dúvidas, que levou o policial civil Jorge Henrique Banha a fazer  muitos  disparos contra os dois jovens, o caso aconteceu no dia 6 de julho, em uma distribuidora de bebidas no bairro Jesus de Nazaré.

 Corregedoria da Polícia Civil, diz em nota  que  periciou o local do crime e ouviu várias testemunhas, e a funcionária do estabelecimento que foi baleada na perna. Ela que estava no local do crime e ainda levou um tiro na perna. . Banha era amigo do pai de um dos assassinados

Foram eliminadas duas versões surgidas:  que os jovens teriam brincado de simular um assalto no estabelecimento ou que os três teriam se desentendido e discutido.

 

 

About the author

Related

WhatsApp chat