Legislativo realiza sessão solene para entrega de Título de Cidadão Amapaense

 

Em uma noite que marcou a história de várias pessoas, a Assembleia Legislativa do Amapá (Alap), em sessão solene, que aconteceu no auditório do Sebrae, em Macapá, realizou nesta sexta-feira (30) a cerimônia de entrega do Título de Cidadão Amapaense àqueles que escolheram este chão para viver e vêm contribuindo com a história e crescimento do Amapá. Este ano, a Casa homenageou personalidades dos mais diversos setores da sociedade local e de cidades vizinhas em virtude dos serviços de relevância prestados no objetivo do desenvolvimento do estado.

 

Os nomes dos mais de 50 homenageados: empresários, advogados, membros do Judiciário e Legislativo, foram indicados pelos deputados. Na solenidade, o presidente do Parlamento, deputado Kaká Barbosa (PR), frisou que a homenagem é um reconhecimento àqueles que contribuem com o Amapá. “A concessão de cidadania é uma homenagem séria e de grande responsabilidade que a Assembleia Legislativa realiza anualmente. Reconhecer os esforços do próximo é incentivá-lo a continuar contribuindo para o crescimento de nosso estado”, comentou.

 

Kaká Barbosa destacou que ao longo dos últimos 20 anos várias personalidades foram indicadas ao título, mas não chegaram a receber a condecoração. “Agregamos todos nesse período que não foi entregue e hoje receberão de fato esse reconhecimento”, citando o exemplo do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Regildo Salomão, que foi indicado pelo então deputado Ricardo Rocha, que em 2010 vestiu a toga no TCE.

 

“Fico feliz de hoje estar aqui recebendo esse título, mesmo após alguns anos que me foi concedido”, frisou o conselheiro Regildo, que é natural de Afuá (PA), formado em economia pela faculdade Cesep, atuou como deputado constituinte (1990-94), sendo reeleito para o mandato de 95 a 98, fazendo parte da Mesa Diretora como vice-presidente da Assembleia Legislativa por dois mandatos.

 

O presidente da Alap destacou em seu pronunciamento de abertura a harmonia entre os poderes com a outorga do título a vários magistrados do Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), procuradores de Justiça do Ministério Público do Estado (MPE) e conselheiros do TCE. Também tiveram seus trabalhos reconhecidos: O comandante da 22ª Brigada de Infantaria de Selva, a Brigada da Foz do Amazonas, general de Brigada Luiz Gonzaga Viana Filho, o comandante-geral da Polícia Militar do Amapá, coronel Rodolfo Pereira de Oliveira Júnior, natural de Recife (PE) e que chegou ao Amapá em 1989.

 

O Título de Cidadão Amapaense é concedido a pessoas não naturais do Amapá, mas que estão morando no estado e contribuem para o crescimento. Este título equipara a pessoa homenageada a uma adoção oficial. “A pessoa agraciada passa a ser um irmão, um conterrâneo, uma pessoa da terra natal”, finalizou Kaká Barbosa.

 

Texto: Everlando Mathias

About the author

Related

WhatsApp chat