Obras da Unidade de Prevenção e Diagnóstico do Câncer devem ser finalizadas em novembro

Unidade é fruto de uma articulação do Governo do Amapá junto ao Hospital do Câncer de Barretos e bancada federal, que destinou recursos para a obra.

 

 Foto: André Rodrigues
Unidade faz parte do projeto do complexo oncológico que também inclui a construção da nova Unacon e o bunker de radioterapia

A empresa responsável pelas obras da Unidade Fixa de Prevenção e Diagnóstico do Hospital de Câncer de Barretos anunciou nesta terça-feira, 6, que os serviços devem ser finalizados ainda neste mês de novembro.

Desde que a obra iniciou, em dezembro de 2017, já foram feitas as fundações da estrutura, como escavações, terraplanagem, fundações, concretagem e instalação de ferragens, montagem de estrutura metálica e das lajes de cobertura, instalações hidráulicas para o sistema de água e esgoto, pilares, vigas, cobertura, paredes e vidros da fachada. A obra gerou cerca de 90 empregos diretos.

Agora, faltam apenas a finalização do muro de entorno e detalhes de acabamento como pintura das paredes e colocação dos pisos, além da pavimentação da área de entorno, construção das galerias de água e esgoto e o abastecimento de energia elétrica para a unidade.

As informações sobre o andamento da obra foram repassadas durante reunião com representantes do Hospital do Câncer de Barretos (HCB), Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf), Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan), Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) e Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA).

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Gastão Calandrini, a empresa vem trabalhando dentro do cronograma esperado. “Com a entrega da obra partiremos para a contratação dos profissionais que irão atender a população. Nossa previsão é inaugurar a unidade em janeiro de 2019”, anunciou o gestor.

Localizada em uma área de 3 hectares na Rodovia Norte/Sul, a Unidade Fixa do HCB está com 90% das obras concluídas. A construção é fruto de articulação do governo do Estado com o Hospital de Barretos e bancada federal, que destinou R$ 22 milhões de emenda direcionada, além de contrapartida do Estado de R$ 3 milhões na infraestrutura de entorno, como instalação elétrica e hidráulica, sistema de esgoto e obras de mobilidade urbana.

A Unidade Fixa faz parte do projeto do complexo oncológico que também inclui a construção da nova Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) e o bunker de radioterapia.

About the author

Related

WhatsApp chat