Operação Gregoriano captura 62 acusados de crimes diversos em 11 municípios do Amapá

Das 62 prisões, 35 foram na capital Macapá; as demais ocorreram no interior do Estado, para onde foram mobilizados 150 policiais civis nas buscas.Por: Da Redação .Colaboradores: Hilda Gualberto e Rodrigo Kleinlein

 Foto: Polícia CivilBuscas começaram nas primeiras horas desta sexta-feira, 8

A Polícia Civil capturou 62 pessoas, entre condenadas e investigadas por crimes diversos como homicídios, estupros, roubos, latrocínios, tráfico de drogas e outros. As prisões ocorreram durante a Operação Gregoriano deflagrada nas primeiras horas desta sexta-feira, 8, em 11 municípios amapaenses. Além das prisões, foram apreendidas três armas de fogo, um simulacro e 100 papelotes de drogas (maconha e cocaína).

A Operação Gregoriano previa o cumprimento de 60 mandados de prisão e 13 de busca e apreensão. Mas, durante as diligências, foram identificados dois suspeitos que estavam com a prisão decretada pelo Judiciário.

Os 100 papelotes de drogas foram apreendidos no município de Santana, assim como o simulacro e duas armas de fogo. A outra arma foi apreendida durantes as diligências no interior. As buscas contaram com cerca de 150 policiais e 32 viaturas de 25 delegacias, sendo 15 em Macapá e dez nos outros 10 municípios.

Das 62 prisões, 35 foram na capital Macapá e as outras ocorreram nos demais municípios, com exceção de Serra do Navio, Pedra Branca do Amapari, Calçoene e Porto Grande, que ficaram de fora da operação. Depois de periciados, os papelotes de maconha e cocaína serão incinerados.

A Operação Gregoriano faz parte do planejamento da Polícia Civil para 2019, o qual prevê uma série de ações como essa, para retirar criminosos de circulação. A primeira do ano foi a Operação Profanus que prendeu 64 acusados de crimes sexuais.

Previous article

About the author

Related

WhatsApp chat