POLÍCIA CIVIL PRENDE MULHER QUE VENDIA CRACK E SKANKA

acusada acreditava que não levantaria suspeitas de comercializar drogas, mas já estava sendo investigada pelos policiais civis da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes.

 Foto: Polícia Civil

Nesta quarta-feira, 13, a Polícia Civil do Amapá, através da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes, prendeu em flagrante no município de Santana, Maria Cleonice dos Santos Barbosa, de 32 anos de idade, pela prática do crime de tráfico de drogas.

A prisão da acusada ocorreu no momento em que fazia uma entrega de maconha, tipo Skank. Em sua casa, localizada no município de Santana, foram encontrados mais meio quilo dessa mesma droga e pedras de crack.

De acordo com informações do Delegado Sidney Leite, a mulher vinha sendo investigada pela Polícia Civil por ter envolvimento com tráfico de drogas. O marido dela encontra-se preso no Iapen pelo mesmo crime, local que a acusada frequenta em dias de visita, aos sábados e domingos.

“Ela foi presa com crack e skank, sendo que o skank é um tipo de maconha mais forte, difícil de ser encontrado em Macapá por ser mais caro, chegando a custar o dobro do valor da maconha normal”, disse o Delegado.

As investigações apontam que a acusada era uma fornecedora de drogas e fazia entregas para traficantes e boqueiros menores de Macapá e Santana, instruída por traficantes que estão cumprindo pena no Iapen.

O veículo que a mulher utilizada para transportar e entregar as drogas foi apreendido.

A acusada será encaminhada à Politec para exame de corpo delito e, em seguida, para audiência de custódia.

About the author

Related

WhatsApp chat