Professores iniciam greve e ocupam a Praça da Bandeira

Para o Sinsepeap, mais de mil educadores da rede estadual de ensino ocupam, neste momento, a Praça da Bandeira em adesão à greve geral deflagrada pelo sindicato da categoria.

De acordo com o comando de greve, cerca de 100 escolas não tiveram aula nesta quarta-feira, 4. O ato foi deliberado em Assembleia Geral realizada no dia 28 de março.

Nota do Sinsepeap dá as coordenadas do movimento

Paralelo ao movimento, às 10H, a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos em Educação do Amapá (Sinsepeap), Kátia Cilene, reunirá com o governador Waldez Góes, em mesa de negociação mediada pelo Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap).

A abertura do diálogo foi definida durante a audiência de conciliação ocorrida no Tjap, nesta terça-feira, 3, com a presença da diretoria do sindicato, a assessoria jurídica da entidade, e a Procuradoria Geral do Estado, representada pelos procuradores Diego Bonilla Aguiar do Nascimento e Thiago Lima Albuquerque.

Na ocasião, o desembargador ouviu as reivindicações da Educação, que busca a valorização salarial e profissional, a saúde do trabalhador e gestão democrática. Kátia Cilene lembrou que professores estão adoecendo por causa das condições de trabalho, sem que recebam atendimento de saúde adequado.

A presidente do Sinsepeap apresentou as tabelas de referência para a solicitação de reajuste para a categoria, como tabelas do IPCA e a lei do piso salarial. E reiterou que o desejo da classe era ter uma resposta concreta do governo no sentido de melhorias para a Educação amapaense.

O desembargador ouviu as reivindicações e solicitou aos procuradores presentes, contato com o governador, que, por telefone, aceitou dialogar com a representação sindical na quarta-feira, no Tjap.

Na última segunda-feira, 2, o governo estadual judicializou a greve da Educação, na tentativa de desmobilizá-la. Em resposta, a Justiça Estadual agendou a audiência de conciliação entre Estado e sindicato, comprometendo-se em esperar o resultado dessa reunião antes de tomar qualquer providência.

(Foto: Denis Santana)

About the author

Comunicólogo e Jornalista por formação, Rádio-apaixonado e Social Media. 23 anos. Fazendo a segunda graduação na Universidade Federal do Amapá, acadêmico de Letras/Francês.

Related