1ª ExpoBúfalo reúne programação com oficinas e palestras sobre a cadeia produtiva animal – Correio Amapaense

1ª ExpoBúfalo reúne programação com oficinas e palestras sobre a cadeia produtiva animal

Finalidade do evento é provocar um amplo debate sobre a atividade pecuária bubalina e, ao mesmo tempo, fazer uma mostra tecnológica sobre os avanços da área.
Por: Henrique Borges

 

 Foto: Marcelo Loureiro / Secom
Evento vai discutir o fortalecimento da cadeia produtiva na pecuária amapaense, com vocação para a criação de búfalos

O Governo do Amapá realizará no período de 30 de maio a 2 de junho, no Parque de Exposições da Fazendinha, a 1ª ExpoBúfalo, que passa a integrar o circuito da TecnoAgro Amapá. O evento, coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural (SDR), pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Amapá (Rurap) e Agência de Inspeção e Defesa Agropecuária (Diagro), vai contar com palestras, seminários, mesas redondas e oficinas sobre corte de carne e uso do leite.

O Amapá possui cerca de 270 mil bubalinos, o que nos torna o Estado com o segundo maior rebanho do país. Por conta disso, a necessidade de provocar um amplo debate sobre a atividade da pecuária bubalina e, ao mesmo tempo, fazer uma mostra tecnológica sobre os avanços alcançados na área da nutrição, genética, sanidade e de demais assuntos do segmento.

O público-alvo da exposição inclui pecuaristas, produtores rurais, entidades, órgãos municipais e técnicos do setor público e privado, além da sociedade em geral, que vai poder adquirir mais informações sobre os produtos que já se encontram nas prateleiras de mercados do Amapá. A programação vai compreender um conjunto de atividades voltadas para valorizar a importância da bubalinocultura para a economia local.

Haverá mostra de animais e da produção, destacando os processos produtivos e os componentes dessa cadeia. Será criado um ambiente voltado para oportunizar negócios e comercialização, com rodadas de negócios e venda de animais. Também serão apresentadas novas tecnologias, informações de boas práticas, demonstrações de técnicas de processos e manipulação de equipamentos que beneficiem a produção agropecuária.

Na questão cultural e de lazer serão realizadas atividades de fortalecimento e divulgação da cultura local, envolvendo manifestações populares como dança, música e gastronomia. Durante o evento serão também acontecerão concursos, shows e rodeio.

Um dos principais pontos que serão apresentados na exposição será o Programa de Melhoramento Genético de Búfalos (Promebul), que pretende incentivar os produtores a desenvolverem a criação bubalina, através de estudos e pesquisas sobre a genética desses animais. O programa já vem sendo desenvolvido na região do Marajó (PA), onde foram realizadas 200 inseminações com sêmens de animais selecionados em fêmeas, em 2017, com a intenção de garantir um salto na qualidade do rebanho paraense.

TecnoAgro Amapá

A TecnoAgro Amapá é uma política pública do governo do Estado que envolve um circuito de eventos para a promoção de negócios em todo o espaço estadual, que alia a amostra de conhecimento, tecnologia, modelos e sistemas que envolva boas práticas de aproveitamento dos recursos naturais e de baixo impacto ambiental.

O circuito será composto por sete eventos – Agropesc, no município de Amapá; Expointernorte, em Oipoque; ExpoVale, em Laranjal do Jari; ExpoFruta, em Porto Grande; Expomandioca, em Ferreira Gomes e ExpoBúfalo e Expofeira, em Macapá.

O objetivo dos eventos é fortalecer as atividades econômicas regionais tendo como base a agropecuária, gerando oportunidades de negócios com a abertura para novos investimentos e a consolidação dos já existentes.

Programação diária

Na próxima quarta-feira, 30, o evento terá início a partir das 17h, com a presença do governador do Amapá, Waldez Góes, de outras autoridades do poder público e da iniciativa privada, para a solenidade de abertura da 1ª ExpoBúfalo.

Às 18h, acontecerá a palestra de abertura, que traz como tema: Histórico da Bubalinocultura no Amapá, ministrada pelo presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amapá (Faeap), Luiz Iraçú Colares.

Às 19h, haverá o lançamento do selo “Brasil Livre de Aftosa”, com a presença do superintendente dos Correios no Amapá, Heráclito Júnior.

Para finalizar a programação solene do dia inicial, será lançado o Catálogo de Tecnologias da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa-AP) 2008-2017, com a participação do chefe geral da Embrapa-AP, Nagib Melém Júnior.

– Dia 31.05 (quinta-feira)

Mesa Redonda: Boas práticas de manejo animal

Insituições: Embrapa-AP/Universidade Federal do Amapá (Unifap)/Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra).

Público alvo: pecuaristas, produtores rurais, técnico extensionistas e acadêmicos.

Horário: 8h às 11h.

Carga horária: 3 horas

Mesa Redonda: Sanidade animal

Instituições: Unifap/Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento/Diagro/Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal/Ufra

Público-alvo: pecuaristas, produtores rurais, técnico extensionistas e acadêmicos.

Horário: 14h às 17h

Carga horária: 3 horas

Palestra: Aspectos higiênicos e sanitários na fabricação do queijo artesanal.

Instituição: Diagro

Público-alvo: pecuaristas, produtores rurais, técnico extensionistas, acadêmicos e público em geral.

Horário: 17h

Carga horária: 2 horas

Palestra: Programa Promebull

Instituição: Embrapa Amazônia Oriental

Público-alvo: pecuaristas, produtores rurais, técnico extensionistas e acadêmicos.

Horário: 19h

Carga horária: 2 horas

 

– Dia 01.06 (sexta-feira)

Palestra: Experiência dos produtores do Promebull pará

Instituição: Associação Paraense dos Criadores de Búfalos – APCB

Público-alvo: pecuaristas, produtores rurais, técnico extensionistas e acadêmicos.

Horário: 10h

Carga horária: 2 horas

Oficina: Introdução a Inseminação Artificial (IA) em búfalas (1º dia)

Instrutora: Elizabeth Machado Barbosa (Unifap)

Horário:

8h às 10h – Aula teórica – introdução sobre a técnica de Inseminação Artificial em bubalino; Panorama da IA no Brasil e no Mundo.

10h30 às 12h – Anatomia do aparelho reprodutor da fêmea e do macho bubalino (demonstração prática no matadouro)

14h às 17h – Aula prática – treinamento com peças de trato genital provenientes de abatedouro.

Público-alvo: pecuaristas, produtores rurais, técnico extensionistas e acadêmicos.

Carga horária: 6 horas

Oficina: Carne Bubalina (1º dia)

Coordenação: SDR/Cooperativa Agroindustrial (Coagro)

Instituições: Associação dos Criadores do Amapá (Acriap)/You Comunicação/Diagro

Horário:

8h às 10h – Qualidade e valorização da carne bubalina para o mercado

10h30 às 12h – Desenvolvendo a marca do búfalo

15h às 17h – Higiene e manipulação de carnes na comercialização

Público-alvo: pecuaristas, produtores rurais, técnico extensionistas e acadêmicos.

Carga horária: 6 horas

Oficina: Produção de queijos

Coordenação: SDR/Coagro

Instituições: Cooperativa do Leite do Jabuti/Retiro Grande – Marajó

Horário: 9h às 12h

Público-alvo: pecuaristas, produtores rurais, técnico extensionistas, acadêmicos e público em geral.

Carga horária: 3h

Palestra: Projeto Crescer no Campo: Bubalinocultura

Instituição: Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Pará (Sebrae-PA) – Escritório do Marajó

Horário: 18h

Público-alvo: pecuaristas, produtores rurais, técnico extensionistas e acadêmicos.

Carga horária: 1h

Lançamento do Plano de Desenvolvimento da Pecuária do Estado do Amapá

Horário: 19h

 

– Dia 02.06 (sábado)

Oficina: Carne Bubalina (2º dia)

Coordenação: SDR/Coagro

Instituições: Klobe

Horário:

8h às 12h – Conceitos básicos na diferença entre cortes tradicionais e nobres

14h às 16h – Técnicas de preparação de diferentes cortes nobres de búfala

16h às 17h – Carne de Búfalo na gastronomia harmonizada

Público-alvo: pecuaristas, produtores rurais, técnico extensionistas, acadêmicos e público em geral.

Carga horária: 7h

Oficina: Introdução a Inseminação Artificial (IA) em búfalas (2º dia)

Instrutora: Elizabeth Machado Barbosa (Unifap)

Horário:

8h às 10h – Aula teórica – Pré-requisitos para implantação e manutenção de um programa de IA: importância do inseminador, do proprietário e do médico veterinário.

10h30 às 12h – Aula prática – Manuseio do botijão de sêmen e dos materiais utilizados na IA.

14h às 17h – Aula prática – treinamento com peças de trato genital provenientes de abatedouro.

Público-alvo: pecuaristas, produtores rurais, técnico extensionistas e acadêmicos.

Carga horária: 6 horas

Palestra: Uso de biotécnicas de reprodução

Instituição: Ufra

Horário: 10h

Público-alvo: pecuaristas, produtores rurais, técnico extensionistas e acadêmicos.

Carga horária: 2h

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION