Anticoagulante reduz em 70% a infecção de células pelo novo coronavírus.

0
59

Anticoagulante reduz em 70% a infecção de células pelo novo coronavírus Pesquisadores brasileiros analisaram os efeitos do anticoagulante heparina em pacientes com covid-19 Imagem: iStock Elton Alisson Agência Fapesp 08/05/2020 15h34 Estudo conduzido por pesquisadores da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e colaboradores europeus revela um possível novo mecanismo de ação do fármaco heparina no tratamento da covid-19. Além de combater distúrbios de coagulação que podem afetar vasos do pulmão e prejudicar a oxigenação, o medicamento parece também ser capaz de dificultar a entrada do novo coronavírus (SARS-CoV-2) nas células. Em testes de laboratório, feitos em linhagem celular proveniente do rim do macaco-verde africano (Cercopithecus aethiops), a heparina reduziu em 70% a invasão das células pelo novo coronavírus. Os resultados do estudo foram descritos em artigo publicado na plataforma bioRxiv, ainda em versão pré-print (sem revisão por pares). A pesquisa contou com a participação de cientistas da Inglaterra e da Itália.

 

Elton Alisson

Agência Fapesp