A Seed vai indicar até quatro professores de inglês para aperfeiçoamento nos Estados Unidos

0
28
Intercâmbio de professores nos Estados Unidos contribui para ensino do inglês. Na foto, o professor Jean Paulo Bernardo Xavier, do Colégio Estadual Professora Maria de Lourdes Morozowski, de Paranaguá, no Litoral do Paraná. Foto: Arquivo Pessoal

 

Amapá seleciona professores de inglês para curso de aperfeiçoamento nos Estados Unidos

Inscrições podem ser feitas até 2 de março, na sala do Núcleo do Ensino Médio, da Secretaria de Estado da Educação, em Macapá.
Por: Caroline Mesquita

O Governo do Amapá vai indicar até quatro professores para o processo seletivo, conduzido pela Comissão Fulbright.

Estão abertas as inscrições do Fulbright Distinguished Awards In Teaching Program For International Teachers (Fulbright DAI), programa de aperfeiçoamento para professores de Língua Inglesa. O programa é uma iniciativa do Departamento de Estado dos Estados Unidos e oferece a oportunidade para que professores de inglês do ensino médio da rede pública, participem de um curso de aperfeiçoamento de Língua Inglesa, com duração de cinco meses em uma universidade americana.

As inscrições encerram em 2 de março, na sala do Núcleo do Ensino Médio da Secretaria de Estado da Educação (NEM/Seed), de 8h as 12h e das 14h as 18h. Os interessados devem solicitar a ficha de inscrição e modelo do currículo resumido pelo e-mail: diem.seed@gmail.com. Toda a documentação deve ser submetida em inglês. Outras informações sobre o programa podem ser obtidas pelo telefone (96) 9 8117-8283 (Erenice Fontoura).

A Seed vai indicar até quatro professores para o processo seletivo nacional, conduzido pela Comissão Fulbright.

Requisitos

Para participar do certame, o candidato deve ser professor de Inglês do Ensino Médio na rede pública do seu Estado; dispensar, atualmente, 50% do tempo de sua carga de trabalho em sala de aula lecionando Inglês no ensino médio da rede pública; possuir, no mínimo, bacharelado ou licenciatura em Inglês; ter, no mínimo, cinco anos de experiência comprovada em sala de aula; ter, no mínimo, dois anos de trabalho como professor de Inglês, para poder compartilhar o aprendizado adquirido durante o intercâmbio nos estados Unidos.

É preciso demonstrar o compromisso de continuar lecionando a língua inglesa na rede pública após a participação no programa; ter pouca ou nenhuma experiência acadêmica e/ou profissional no exterior; ter fluência oral e escrita em Inglês (apresentar comprovante de proficiência em língua Inglesa); e ser cidadão brasileiro e não ter nacionalidade americana.

O programa visa fortalecer a excelência no ensino da língua inglesa e oferecer aos participantes, um conhecimento mais aprofundado das melhores práticas em metodologias de ensino, planejamento de aula e uso de tecnologias em educação. O intercâmbio acontecerá de janeiro a maio de 2019.