AMAPÁ ESTA FORA: Apenas três estados da Amazônia Legal não têm interdições mapeadas pela Polícia Rodoviária Federal

0
22
Os caminhoneiros bloqueiam rodovias federais de seis estados da Amazônia Legal. Eles participam da greve nacional que revindica, entre outras pautas, a redução no preço dos combustíveis. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, no Mato Grosso, já são 16 pontos de interdição.

 

Em Cuiabá, Sapezal e Sinop, o bloqueio começou há dois dias. Em Paragominas, no Pará, as interdições também já duram 48 horas. O estado tem ainda pontos de interdição em rodovias federais próximas a Eldorado dos Carajás, Marituba e Marabá.

 

O presidente do Sindicato dos Caminhoneiros do Pará, Eurico Tavares dos Santos, afirma que a pauta de reivindicações não se resume ao preço dos combustíveis e critica os governos estaduais pela falta de diálogo sobre segurança nas estradas.

 

Sonora: “Tem outras demandas que nós estamos reivindicando para o governo há muito tempo e o governo não providenciou isso até agora. Então, por isso que agora a coisa foi para o caos. Com os aumentos abusivos que houve nesses últimos dias aí, ficou inviável de todo mundo trabalhar.”

 

Até às 17h desta quarta-feira, a Polícia Rodoviária Federal registrava ainda nove pontos de interdição em rodovias federais de Rondônia e Maranhão. Em Tocantins, oito rodovias estão bloqueadas pelos caminhoneiros. O Amazonas registra apenas uma interdição, enquanto Amapá, Roraima e Acre seguem sem registros de bloqueio nas rodovias federais.