Antiviral em teste detém avanço do novo coronavírus em macacos – Correio Amapaense

Antiviral em teste detém avanço do novo coronavírus em macacos

Dois grupos, compostos por seis macacos, foram infectados com o novo coronavírus; um deles recebeu o antiviral e o outro seguiu sem tratamento

Uma experiência preliminar testou um antiviral que conseguiu deter o avanço do novo coronavírus em macacos. O estudo foi publicado na sexta-feira (17) pelo instituto americano de doenças infecciosas.

Apesar de ainda não analisada pela comunidade científica, o teste foi realizado para complementar estudos que já utilizam a droga em pacientes hospitalizados pela covid-19.

Estudo

Dois grupos, compostos por seis macacos, foram infectados com o novo coronavírus. Um deles recebeu o antiviral e o outro seguiu sem tratamento.

Aproximadamente 12 horas após a infecção, o grupo recebeu uma dose instravenosa ou outra de reforço diário por seis dias. O objetivo era administrar o tratamento no início, antes de alcançar os pulmões.

Do grupo testado, apenas um animal teve dificuldades respiratórias. Os outros seguiram sem problemas para respirar. No geral, o avanço do vírus foi bem inferior no grupo que recebeu o tratamento do que o que não recebeu.

Testes clínicos

Os testes clínicos aleatórios com esse antiviral se encontram em uma etapa avançada da pesquisa. Ele foi um dos primeiros medicamentos considerados no tratamento experimental contra a covid-19.

De acordo com o site americano de notícias de saúde Stat, o remédio se mostrou “muito eficaz” em um hospital da Chicago. Lá estão vários dos pacientes que participam dos testes.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION