Após mais de seis horas de reunião, governo e representantes de caminhoneiros chegaram a um acordo

0
1

Após mais de seis horas de reunião, governo e representantes de caminhoneiros chegaram a um acordo e a paralisação está suspensa por 15 dias. Em troca o governo vai manter a redução de 10% no valor do óleo diesel por 30 dias, e não mais 15 dias dias como anunciado pela Petrobras.

 

Também será assegurado o tempo de intervalo minimo de 30 dias para eventuais reajustes sobre o diesel.

 

O governo também prometeu não reonerar a folha de pagamento do setor de transportes rodoviários de carga.

 

O termo foi assinado pela CNTA, Caminhoneiros Autônomos de Carga, pelo Sindicato Nacional dos Caminhoneiros, entre outros. Mas a proposta dividiu os caminhoneiros.

 

Alguns representantes da categoria, abandonaram a reunião no meio, como foi o caso do presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, ao sair ele afirmou que a entidade mantém posição de manutenção da greve dos motoristas. A Abcam é a associação que lidera o protesto dos camionheiros.

 

O ministro Eliseu Padilha disse em coletiva de imprensa que o governo não tratou sobre a gasolina.

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui