Artesãos e empreendedores populares ganham espaço para vendas na 1ª ExpoBúfalo

0
1
O governo cadastrou 132 pessoas para comercializarem alimentos, bebidas, artesanato e manualidades em estandes padronizados.

 

 Foto: Ascom/Sete
Um dos espaços montados no Parque de Exposições da Fazendinha para os empreendedores

De 30 de maio a 2 de junho, o público que visitar o Parque de Exposições da Fazendinha, em Macapá, para prestigiar a 1ª ExpoBúfalo do Amapá, terá acesso a uma praça de alimentação e feira de artesanato e manualidades. O governo do Estado cadastrou 132 pessoas entre artesãos, empreendedores populares e grupos econômicos solidários, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Sete).

São 50 empreendedores na área de alimentação, onde serão comercializadas comidas típicas, carne na chapa, tapioca, pizza, hamburguer, doces, entre outros produtos. Nos 30 estandes destinados aos artesãos, a população poderá comprar peças em madeira, cerâmica, sementes, biojoias, cipó e outras matérias extraídas da natureza. No espaço voltado à economia solidária são 12 grupos, num total de 52 pessoas comercializando bonecas, camisas, almofadas e outras peças feitas em pano, EVA, feltro e outros materiais.

A artesã Denize Treter vive a expectativa de obter boas vendas nos quatro dias da ExpoBúfalo. “Trabalho com a produção de biojoias e as minhas peças têm tido uma boa aceitação do público. Creio que no evento, não será diferente e, espero que todos possam vender bem. Essa é uma boa oportunidade, não só de mostrar nosso trabalho, como também gerar emprego e renda”, avaliou.

A 1ª ExpoBúfalo do Amapá tem por finalidade dar visibilidade ao potencial e importância da criação do búfalo para a economia local. O evento representa um marco para a pecuária amapaense, uma vez que o Estado recebeu o certificado internacional de livre da febre aftosa com vacinação. O atual rebanho bubalino é de cerca de 270 mil cabeças, considerado o segundo maior do país.

“Nossa missão foi cadastrar e organizar os espaços destinados aos artesãos, empreendedores populares e os grupos econômicos solidários. Todos foram, devidamente, abrigados em estandes padronizados pelo governo. A população que visitar a ExpoBúfalo vai ter produtos de qualidade, preços acessíveis e atendimento de primeira”, garantiu a secretária do Trabalho e Empreendedorismo, Maraína Martins.

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui