Asteroide gigante passa pela Terra – Correio Amapaense

Asteroide gigante passa pela Terra

 

Imagem de radar doppler do asteroide 1998 OR2 faz parecer que ele está usando um

Imagem de radar doppler do asteroide 1998 OR2 faz parecer que ele está usando uma máscara facial

Foto: Arecibo Observatory/NASA/NSF

Um asteroide com quase dois quilômetros de largura vai passar pela Terra na madrugada desta quarta-feira (29), com possibilidade de ser visto através de telescópio. Os especialistas garantem que não há chance de colisão.

Chamado de 52768 (1998 OR2), o asteroide foi avistado pela primeira vez em 1998. A uma velocidade de 31 mil km/h, o corpo celeste vai passar a quase 6,3 milhões de quilômetros do nosso planeta — o equivalente a 16 vezes da distância entre a Terra e a Lua.

A passagem deve acontecer às 4h56 (horário de Brasília), de acordo com o Centro de Estudos de Objetos Próximos da Terra (OPTs) da Nasa. O grupo acompanha os OPTs que têm chance de colidir com a Terra e vem monitorando esse asteroide há vinte anos, de acordo com o órgão dos Estados Unidos.

É possível acompanhar o voo pelo site Telescópio Virtual.

Caso atingisse o nosso planeta, o asteroide é “grande o suficiente para causar efeitos globais”, disse um comunicado da Nasa à época da descoberta.

E como se um corpo celeste fosse capaz de saber essas coisas, este parece estar usando uma máscara protetora, como mostram imagens do Observatório de Arecibo, em Porto Rico.

“As características topográficas como colinas e cumes de um lado do 1998 OR2 são fascinantes cientificamente”, disse Anne Virkki, chefe do radar planetário do Observatório de Arecibo. “Mas como estamos todos pensando na COVID-19, esses detalhes fazem-no parecer usar uma máscara”.

 

O asteroide foi classificado como objeto potencialmente perigoso porque é maior que 500 pés (equivalente a cerca de 153 metros) e passará numa órbita de menos de 8 milhões de km da Terra. No observatório, o monitoramento dos corpos celestes determinam o caminho e o possível risco para a Terra.

Linha branca mostra a órbita do asteroide 1998 OR2

Foto: Observatório de Arecibo

“As medidas do radar nos permitem saber com maior precisão onde o asteroide estará no futuro, inclusive possíveis aproximações da Terra”, disse Flaviane Venditti, uma das pesquisadoras de Arecibo. “Em 2079, o 1998 OR2 vai passar pela Terra 3,5 vezes mais perto do que agora, então é importante que conheçamos sua órbita”.

Esse é o maior asteroide que passa pela Terra nos próximos dois meses, mas não é o maior de todos os tempos. O recorde pertence ao 3122 Florence (1981 ET3), que é estimado em 4 km a 9 km de largura e passou pela Terra em setembro de 2017. O corpo rochoso vai se aproximar do nosso planeta novamente em 2057.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION