Auxílio Emergencial sai a partir de amanhã para novos aprovados

0
1

Eles receberão, pelo aplicativo, a primeira parcela do benefício a partir desta quarta-feira, conforme data de nascimento. Já o saque em dinheiro poderá ser feito a partir de 8 de agosto

    

 Número de pessoas que recebem o benefício chegou a 66,5 milhões de brasileiros, o equivalente a mais de 30% da população

Com mais 805 mil aprovados no cadastro do auxílio emergencial, a Caixa Econômica afirmou, ontem (3), que o número de beneficiários chegou a 66,5 milhões de brasileiros, o equivalente a mais de 30% da população.

Estes receberão, pelo aplicativo, a primeira parcela do benefício a partir desta quarta-feira (5), conforme data de nascimento.

Já o saque em dinheiro poderá ser feito a partir de 8 de agosto, também segundo cronograma. A Caixa adotou a sistemática para evitar filas e para tentar diminuir a demanda por papel moeda.

Quem recebe qualquer benefício pela conta digital da instituição, precisa esperar alguns dias para retirar o dinheiro em espécie. Nesse período, é possível realizar compras em débito com o cartão virtual ou por QR Code. Ao todo, o governo pagou R$ 145,9 bilhões com o programa emergencial.

“Reafirmamos que não há necessidade de se chegar à agência cedo, antes que ela abra, para o recebimento do benefício”, disse o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Além disso, 345 mil pessoas tiveram o cadastro liberado em reavaliação cadastral feita pelo Ministério da Cidadania. Estes, que tiveram a conta bloqueada por suspeita de fraude e tiveram de comprovar identidade, receberão as parcelas três e quatro do benefício.

Aqueles que tiveram o cadastro liberado seguirão o mesmo calendário de recebimento dos novos beneficiários. A Caixa também divulgou que R$ 42,5 milhões já foram antecipados em parcelas do saque-aniversário do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Ao todo, foram 12,3 mil contratos.

A instituição criou, em 23 de julho, uma linha de crédito para antecipar até três parcelas do saque-aniversário do FGTS. Quem optou pela modalidade pode pegar o empréstimo à taxa de 0,99% ao mês. O valor mínimo para contratação é de R$ 2 mil.

Serviço

CALENDÁRIO DE RECEBIMENTO NO APP DO NOVO LOTE DO AUXÍLIO

Janeiro a maio

5 de agosto

Junho

7 de agosto

Julho

12 de agosto

Agosto

14 de agosto

Setembro

17 de agosto

Outubro

19 de agosto

Novembro

21 de agosto

Dezembro

26 de agosto

CALENDÁRIO DE SAQUE EM DINHEIRO

Janeiro a abril

8 de agosto

Maio

13 de agosto

Junho

22 de agosto

Julho

27 de agosto

Agosto

1º de setembro

Setembro

5 de setembro

Outubro

12 de setembro

Novembro

12 de setembro

Dezembro

17 de setembro Com Ministério da Cidadania

Equipe econômica estuda prorrogar benefício até dezembro

O Ministério da Economia avalia que o auxílio emergencial pode ser estendido até dezembro. Embora membros da pasta mencionem preocupação com o impacto fiscal da medida, há o entendimento que pressões políticas podem levar à prorrogação.

O programa foi criado para durar apenas três meses, com valores concedidos em abril, maio e junho. Depois, foi prorrogado por dois meses (até agosto).

A equipe econômica sempre defendeu que a medida fosse temporária e não se prolongasse, mas a partir de maio amenizou o discurso e passou a admitir extensões (embora defendendo valores menores).

O ministro Paulo Guedes (Economia) defende um valor de R$ 200. Ele entende que esse valor representa aproximadamente a média recebida no Bolsa Família, e que o auxílio não poderia ser maior do que isso. No entanto, Guedes já defendia uma redução para R$ 200 em maio caso a medida fosse prorrogada, e o governo estendeu o auxílio por mais dois meses mantendo a quantia de R$ 600.

A prorrogação do benefício pelo valor de R$ 600 dispensa um novo aval (e possível derrota) no Congresso. Isso porque o texto que o criou permite a extensão por ato do Executivo, mas mantendo os valores previstos na proposta (de R$ 600 ao mês).

| Mauro Ângelo

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui