BRINCADEIRAS LÚDICAS E QUALIFICAÇÃO DE MERENDEIRAS E MOTORISTAS – Correio Amapaense

BRINCADEIRAS LÚDICAS E QUALIFICAÇÃO DE MERENDEIRAS E MOTORISTAS

BRINCADEIRAS LÚDICAS E QUALIFICAÇÃO DE MERENDEIRAS E MOTORISTAS MARCAM OFICINAS DA JORNADA PEDAGÓGICA 2018

 

“Quando eu era pequeno morava na área de ponte, estudava o primeiro ano do ensino fundamental. Lembro de minha professora Rosalba chegando a minha casa para levar um presente de Natal para mim. Meus pais não tinham condições naquela época de me dar presente”. Este foi o depoimento do oficineiro Nildo Pereira na Jornada Pedagógica 2018, que ocorreu durante esta semana abrangendo todos os profissionais da educação municipal de Macapá.

 

Professor e pesquisador, Nildo Pereira é do grupo de pesquisa LIS (Ludicidade, Inclusão e Saúde), da Universidade do Estado do Amapá (Ueap), e ministrou oficina de Brincar de Movimentos para professoras das escolas de educação infantil. Além de teorias, colocaram em práticas muitas atividades para serem desenvolvidas na sala com os alunos. “Essas mulheres são incríveis. Com experiência, energia e alegria, pudemos trocar experiência. Nossa profissão requer aprendizado contínuo e muita criatividade para educar os pequenos”, ressaltou.

 

Criativas e divertidas também foram às oficinas “Educação Infantil: lugar de oralidade e escrita, ampliando possibilidades” e “Brincar com materiais semiestruturados”, onde as participantes puderam aprender diversas formas de trabalhar a leitura e utilizar ferramentas para ajudar no ensino. Para a cuidadora Dulcirene Pires, da Escola Pequeno Príncipe, todas as oficina foram proveitosa e enriquecedora. “Adorei tudo, o trabalho é muito bom, aprendi muitas coisas novas, tudo bem criativo, do jeitinho que a criançada gosta, sei que vão amar tudo isso aqui. Imagino-os brincando e prestando atenção nas histórias”, destacou Dulcirene.

 

A oficina de formação formativa e inclusão educacional, que a professora Meirian Oliveira, da Escola Jardim Munido da Criança, no bairro Pacoval, participou, trouxe muitos conhecimentos e lhe deu ferramentas para trabalhar o feedback com os alunos sobre o processo do aprendizado e proporcionar um espaço mais receptivo, com necessidades especiais. “É sempre bom renovar o conhecimento, estou levando muita coisa para utilizar na escola com nossos estudantes”, informou.

 

Ao todo, foram 26 oficinas realizadas pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), em parceria com universidades e órgãos. As temáticas foram diversas, abrangendo todos os funcionários das instituições de ensino da Prefeitura de Macapá, como merendeiras, que receberam atualização da manipulação de alimentos; motoristas, que receberam orientações sobre legislação da equipe da Companhia de Transportes e Trânsito de Macapá (CTMac). Técnicos em Educação da Fundação Vivo trabalharam oficinas voltadas ao papel do professor diante dos contextos inovadores do projeto Inovar Escola.

 

Pérola Pedrosa

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION