Caixa explica como será o pagamento da 3ª parcela do auxílio emergencial – Correio Amapaense

Caixa explica como será o pagamento da 3ª parcela do auxílio emergencial

Caixa explica como será o pagamento da 3ª parcela do auxílio emergencia

O presidente da Caixa afirmou que novo cronograma seguirá mesma lógica do anterior, com depósitos e saques disponíveis em datas distintas

 

 

Em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (5), o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, explicou como será feito o pagamento da terceira parecela do auxílio emergencial. O terceiro calendário de pagamento do auxílio será divulgado na segunda-feira.

“Quem determina cronograma é o ministério da cidadania – certamente a gente conversa muito, estamos finalizando. A terceira parcela seguirá o mesmo racional da segunda: Bolsa Família não se altera o cronograma, será pagamento em saque em dinheiro, como foi na primeira e na segunda parcelas”, disse Guimarães sobre beneficiários do Bolsa Família que recebem auxílio .

 

 

Sobre os demais beneficiários, o presidente da Caixa afirmou que a estrutura do cronograma da terceira parcela será como as anteriores.

“Faremos um depósito antes, e esse depósito permitirá que as pessoas recebam – sem poder sacar imediatamente –, mas que recebam e possam utilizar o dinheiro depositado em contas para pagamentos em cartão de débito, pagamento em concessionária e o uso agora como se fosse um cartão nas maquininhas. São mais de 10 milhões de maquininhas espalhadas pelo Brasil”, afirmou.

FGTS seguirá logística parecida com a do auxílio

Pedro Guimarães comentou também sobre os  pagamentos de Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS), que devem começar neste mês de junho, junto com o pagamento da terceira parcela do auxílio emergencial.

“No FGTS também é uma conversa de haver o depósito antes do saque. Então isso ajuda muito, porque gera a bancarização de dezenas de milhões de brasileiros. No FGTS, dos 60 milhões que podem receber, mais de 20 milhões não têm conta em banco nenhum. Então o FGTS tem o mesmo racional: faremos o depósito e o saque acontecerá alguns dias depois, e isso vai permitir que haja uma minimização das filas”, explicou o presidente.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION