CGU e Braga Netto blindam gastos do BB e da Caixa com publicidade na internet

0
19
Com aval da CGU de Wagner Rosário e da comissão presidida por Braga Netto, da Casa Civil, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal mantêm em sigilo os gastos com publicidade na internet.
Segundo o Globo, só no ano passado os dois bancos torraram R$ 155 milhões com anúncios em sites, blogs e canais do YouTube. Todos os pedidos via Lei de Acesso à Informação foram negados.
Os bancos se recusam a fornecer, por exemplo, a lista de endereços eletrônicos nos quais foram veiculados anúncios pagos com verba de publicidade das estatais. Dizem que a divulgação “colocaria em risco a estratégia de marketing das empresas”.