Coesp vistoria instalação de 82 leitos no Hospital Universitário para novo Centro Covid-19

0
1
Espaço poderá receber 30 leitos de cuidados intensivos e 52 clínicos. Articulação foi feita entre o governador do Amapá, Waldez Góes, e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre.
Por: Claudia Cavalcanti

 

 Foto: André Rodrigues/Sesa

Integrantes do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (Coesp) vistoriaram nesta quinta-feira, 14, o prédio do Hospital Universitário (HU) que foi cedido para implantação de um novo Centro de Atendimento Covid-19.

A articulação para cessão do prédio foi feita pelo governador do Estado, Waldez Góes, e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que também garantiu junto ao Governo Federal os recursos humanos e materiais para a unidade.

Conforme planejamento, no espaço serão montados 82 leitos, sendo 30 de cuidados intensivos e 52 clínicos. Seguindo o fluxo de atendimento de outros centros, pacientes que precisarem de monitoramento específico serão transferidos para o HU.

Além dos leitos, a unidade terá enfermarias, farmácia, almoxarifado e vestiário. Os profissionais que atuarão no hospital, insumos e os equipamentos serão fornecidos pelo Ministério da Saúde (MS), por meio de articulação de Alcolumbre.

O Governo do Amapá ficará responsável pela energia, água, sistema de gases, rouparia, alimentação, segurança, ambulância, recepcionistas, maqueiros e entre outras medidas necessárias para funcionamento.

O termo do Estado não envolve repasse de recursos financeiros e ficará disponível por três meses, podendo ser prorrogado.

A vistoria teve como objetivo acompanhar a instalação dos leitos na estrutura cedida. Foram disponibilizados pela Unifap três andares do Bloco I do HU para a expansão da rede estadual de atendimento.

De acordo com o Coesp, a proposta é fazer as seguintes instalações:

  • 1º piso: leitos intensivos
  • 2º piso: leitos clínicos
  • 3º piso: administração

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Juan Mendes, a visita foi fundamental para pontuar quais ações serão necessárias para organizar a estrutura para receber os pacientes.

“Pudemos ver que é uma estrutura fantástica para o atendimento do povo amapaense e temos certeza que toda a retaguarda necessária para o atendimento a Covid-19 vai ser prestada a população”, explicou.

Uma parceria entre a Unifap e o Ministério da Saúde garantiu ao novo espaço os 292 profissionais, 280 equipamentos e insumos para tratar os pacientes.

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui