Com aumento de 60% no número de leitos, Hospital Universitário começa a receber pacientes

0
1
Ocupação dos leitos será gradual. A perspectiva é que por dia o HU receba entre 15 e 20 pacientes vindos de outras unidades.

 

 Foto: Márcio Pinheiro
A unidade é a 5ª montada para atendimento exclusivo de pacientes com a doença.

Com capacidade para 102 leitos, sendo 32 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o Centro de Atendimento à Covid-19 montado no Hospital Universitário (HU) começou a receber na sexta-feira, 5, os primeiros pacientes. A unidade é a 5ª montada para atendimento exclusivo de pacientes com a doença e aumenta em 60% o número de leitos no Amapá.

Os primeiros pacientes vieram das unidades consideradas como porta de entrada da rede de atendimento, como o Hospital de Emergência (HE), em Macapá, Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Norte e Hospital Estadual de Santana (HES).

O secretário de Saúde, Juan Mendes, explicou que a ocupação dos leitos será gradual. A perspectiva é que por dia o HU receba entre 15 e 20 pacientes vindos de outras unidades, dessa forma a capacidade de expansão do atendimento será feita de forma segura para os usuários e profissionais.

“Estamos focados em garantir celeridade nesse processo de ocupação dos leitos. Todos os pacientes precisam passar por uma unidade que faça o primeiro acolhimento onde será feita a avaliação médica prévia que ateste a necessidade de internação, seguindo critérios para fazer a solicitação de leitos à Central de Regulação da Secretaria de Saúde”, disse.

O Centro de Atendimento do HU também será a referência no estado para acolhimento de crianças e índios. A unidade terá 7 leitos pediátricos e 4 leitos para atendimento .

Hospital Universitário

O novo espaço é resultado de uma parceria entre Governo do Amapá e a Universidade Federal do Amapá, com a articulação do presidente do Senado, Davi Alcolumbre.

Para garantir o funcionamento da nova unidade, o governo estadual executou a instalação dos sistemas de energia elétrica, água e gases medicinais, limpeza, equipamentos de informática, materiais hospitalares, entre outros serviços. Além disso, contratou parte da equipe de profissionais de saúde que irá atuar na unidade.

O Governo Federal enviou equipamentos, profissionais de saúde e insumos para o local. Um termo de doação do Ministério da Saúde garante que após o fim da pandemia os equipamentos continuarão no Amapá dando suporte à rede de alta complexidade estadual.

Por: Claudia Cavalcanti

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui