Com um gol em cada tempo, Flamengo vence Atlético e vai a 48 pontos no Brasileirão

0
14

Willian Arão e Lucas Paquetá marcaram na vitória no Maracanã. Flamengo agora foca na Copa do Brasil

 
Com um minuto, Willian Arão abriu a contagem no jogo contra o Atlético. Foto: Gilvan de Souza

O Flamengo obteve um grande resultado na tarde deste domingo contra um velho rival. Jogando num Maracanã com mais de 39 mil torcedores, o Mengão venceu o Atlético Mineiro pelo placar de 2 a 1 e chegou aos 48 pontos na classificação do Campeonato Brasileiro, ficando a três do líder São Paulo. Os gols rubro-negros foram marcados um em cada tempo. Logo a um minuto de jogo, Willian Arão abriu o placar. Aos 11 do segundo tempo, Lucas Paquetá fez o segundo. Leonardo Silva descontou para o Atlético.

Na próxima rodada, o Flamengo vai encarar o Bahia, sábado (29), na Fonte Nova, às 21h. Mas, antes, o time tem a partida de volta pela semifinal da Copa do Brasil, contra o Corinthians, no Itaquerão, na quarta-feira (26), às 21h45.

Mauricio Barbieri fez muitas mudanças no time. Sem Diego, suspenso por cartão vermelho, o treinador mexeu no esquema do time, com Cuéllar e Arão como volantes, Everton Ribeiro, Lucas Paquetá e a volta de Matheus Sávio para armar o time, com Henrique Dourado na frente. Além de buscar os três pontos, o treinador também procurou alternativas já visando o jogo de quarta-feira.

Existe forma melhor que começar um jogo com um gol? Não existe. E sabendo disso, Trauco desceu pela esquerda, fez uma ótima jogada com um belo drible em Emerson e tocou para Willian Arão, que chutou de primeira e abriu o placar a um minuto de jogo. As alterações de Barbieri confundiam o Atlético Mineiro, que esperava um Flamengo como vinha jogando, e se surpreendeu com Matheus Savio e Trauco muito ofensivos pela esquerda e a movimentação de Arão no meio, desafogando Paquetá na armação.

Jogando desta forma, o Flamengo era completamente superior em campo, dividindo – e ganhando – a maioria das bolas no meio e atrás. Só em uma jogada de bola parada o Atlético conseguiria chegar, e foi o que aconteceu aos 22. Em escanteio pela esquerda, Leonardo Silva subiu alto e cabeceou para empatar a partida. O Flamengo sentiu o gol e o Atlético cresceu, equilibrando as ações na partida.

Mesmo com mais posse de bola, o Rubro-Negro parou de ameaçar o time mineiro com a mesma força do início do jogo e o primeiro tempo ficou nisso mesmo, com as equipes indo para o vestiário com igualdade no placar.

Paquetá sobe e marca o gol da vitória no Maracanã. Foto: Gilvan de Souza

O Flamengo voltou com Vitinho no lugar e Matheus Savio para o segundo tempo, mas o jogo não mudou muito o panorama. Com a bola muito presa no meio campo, os times pareciam se estudar mais do que de fato ameaçar. Mas, aos nove, Trauco fez outra bela jogada, cruzou “com a mão” para Lucas Paquetá e o camisa 11 não perdoou. Cabeçada sem chances para Victor e Mengão na frente.

Com o gol, o time passou a mandar no jogo de novo e controlar mais a bola. O Atlético só atacou de novo aos 23, com chute de Luan, que passou perto do gol de Diego Alves. Os mineiros continuaram forçando o jogo, dando o contra-ataque ao Flamengo.

Mauricio Barbieri lançou Marlos Moreno e Piris da Motta em campo e o Flamengo trabalhou bem para segurar o Atlético, que se lançou desesperado ao ataque, mas sem sucesso. Ao apito final, vitória confirmada, 48 pontos e foco virado para a decisão de quarta-feira contra o Corinthians, pela Copa do Brasil.


Warning: require(/home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-content/plugins/td-standard-pack/Newspaper): failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-includes/comment-template.php on line 1532

Fatal error: require(): Failed opening required '/home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-content/plugins/td-standard-pack/Newspaper/' (include_path='.:/usr/share/pear7:/usr/share/php7') in /home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-includes/comment-template.php on line 1532
Erro › WordPress

Há um erro crítico no seu site.

Aprenda mais sobre depuração no WordPress.