Comissão de Direitos Humanos quer que o Hospital Sarah Kubistchek do Amapá estenda o atendimento a adultos – Correio Amapaense

Comissão de Direitos Humanos quer que o Hospital Sarah Kubistchek do Amapá estenda o atendimento a adultos

 

Em sessão ordinária, realizada na manhã desta terça-feira (5), no plenário provisório da Assembleia Legislativa, no Centro de Convenções Azevedo Picanço, a Comissão de Direitos Humanos (CDH) aprovou agenda de trabalho que inclui visita institucional às unidades da Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação de Brasília e São Luiz do Maranhão. A viagem, que deverá ocorrer no período de 3 a 6 de julho, tem o objetivo de sensibilizar a diretoria dessa importante rede nacional de reabilitação para que sua unidade de Macapá, que só atende crianças, amplie esse serviço a pacientes adultos.

“Das oito unidades da rede Sarah no Brasil, a de Macapá é a única que atende somente crianças. Vamos conversar com a diretoria desse hospital em Brasília e em São Luiz, para que o tratamento, no Amapá, seja ampliado para atender também adultos”, disse o presidente da CDH, deputado Jaci Amanajás (MDB), para quem isso faz parte de uma campanha do Legislativo em busca de melhores condições de saúde aos amapaenses. “É importante ressaltar que esta Casa, na atual legislatura, não mede esforços para trazer ao Amapá as melhores instituições de saúde, que são referências nacionais, como o Hospital de Amor de Barretos e a Fazenda da Esperança. Agora, estamos tentando ampliar os serviços do Sarah. Para isso, contamos com o imprescindível apoio da bancada federal do Amapá, que sempre participou desse esforço”, enfatizou.

Além de Macapá, a Rede Sarah está presente em Brasília, São Luiz, Salvador, Belo Horizonte, Fortaleza, Rio de Janeiro e Belém. Todas as unidades estão interligadas por tecnologias de comunicação à distância. Os prontuários eletrônicos registram o cotidiano de cada pessoa em tratamento. Diagnósticos de patologias, casos e imagens radiográficas e fotográficas, bem como exames, podem ser discutidos conjuntamente, em tempo real, por meio de videoconferência, pelas equipes das diversas unidades, multiplicando seu potencial de conhecimento. Também é possível acessar os prontuários de qualquer unidade, permitindo Inter consultas e compartilhamento de informações.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION