Comissão irá catalogar pontos turísticos existentes no Amapá

0
23

 

A Comissão de Turismo (Ctur) da Assembleia Legislativa do Amapá catalogará todos os pontos turísticos existentes no estado, além de identificar lugares com potenciais para o turismo. Oiapoque, no norte do Amapá, foi a primeira cidade receber os integrantes da comissão. Agora, os parlamentares – com o apoio da equipe técnica – percorrem os municípios de Tartarugalzinho, Pracuúba, Amapá e Calçoene. A comitiva permanece na região até segunda (21), quando retorna a capital.

Segundo o presidente da Comissão de Turismo, deputado Pedro DaLua (PSC), o Amapá tem um forte potencial turístico, mas compreende que é preciso ter um trabalho de identificação que possibilite a elaboração de um plano para torná-las atrativas. “É preciso saber quais são os pontos, as localidades com potenciais turísticas e como desenvolver, além de organizar e estruturar para proporcionar aos turistas atrativos e condições de conhecer o que há de melhor no Amapá, como a natureza, a floresta, os rios, entre outras maravilhas”, destaca o parlamentar.

O vice-presidente da Ctur, deputado Fabrício Furlan (PCdoB), coloca o Amapá entre os estados do país em condições de atrair as atenções de turistas. A declaração é por conta da diversidade existente. Mas, para Furlan, é preciso saber quais as reais condições desses locais. “O trabalho começou por Oiapoque. O material coletado irá compor um relatório sobre as condições em que os pontos se encontram e o mesmo será feito em todas as cidades por onde passamos e ainda iremos passar”, relata.

O deputado Jory Oeiras (DC), integrante da comissão, explica que a proposta é levar ao parlamento um diagnóstico completo sobre as reais condições em que os locais se encontram e, paralelo ao relatório, apresentar, também, um plano estratégico para revitalização e até construção de outros locais. “A ideia é propor novas ideias para cada município e atrair o turista, não apenas os do estado, mas os que vêm de fora para conhecer as nossas maravilhas como o rio Amazonas, entre outras belezas naturais”, argumenta.

Para a deputada Telma Gurgel (PRP), é necessário apresentar alternativas de visitas aos turistas, melhorar a rede hoteleira, estradas, em todo o estado. A parlamentar assegura que o Amapá não pode se limitar apenas aos eventos de calendários. “A restruturação dos pontos turísticos, significa mais emprego e renda, além de contribuir para um novo modelo de desenvolvimento econômico ao estado”, sustenta.