COMITÊ DE CRIANÇAS CONTRA O TRABALHO INFANTIL É CRIADO EM MACAPÁ – Correio Amapaense

COMITÊ DE CRIANÇAS CONTRA O TRABALHO INFANTIL É CRIADO EM MACAPÁ

 

Jovens das escolas públicas municipais e estaduais participaram do I Encontro Municipal de Adolescentes sobre Erradicação do Trabalho Infantil (Emapeti). O evento foi promovido pela Prefeitura de Macapá, nesta quinta-feira, 15, no auditório do Sesi. Os alunos foram recebidos pelo secretário de Assistência Social e do Trabalho, Lucas Abrahão. Na ocasião, também debateram sobre questões culturais relativas ao trabalho infantil e puderam aprender sobre seus efeitos.

 

“Hoje, os protagonistas dessa ação são os jovens e eles estão aqui para discutir, fortalecer a atuação e o empoderamento dos adolescentes na luta contra o trabalho infantil”, enfatizou Lucas Abrahão. Antônio de Oliveira Lima, procurador do Trabalho do Estado do Ceará, titular da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância), ressaltou a importância do protagonismo de crianças e adolescentes na luta contra o trabalho infantil.

 

“As pessoas colocam muitos filtros sobre o que é trabalho infantil. Muitos acreditam, por exemplo, que não há problema em trabalhar se a criança estuda. A atuação visa sensibilizar a sociedade por meio da comunidade escolar, rompendo barreiras culturais, mitos e fortalecendo o Sistema de Garantia de Direitos”, comentou Lima. “Os adolescentes precisam participar das decisões políticas, ouvir e falar. Gerações passadas foram violentadas, pois não tinham direito à expressão. Estejam convictos da importância da ocupação desses espaços”, concluiu Darah Alessandra, do Proteja Amapá.

 

A intenção é que os jovens tenham instrumentos para dialogar com o poder público, criando grupos para o incentivo do protagonismo local. Por isso, ao final do evento, foi criado o Comitê Municipal de Crianças contra o Trabalho Infantil (Comapeti-Macapá). O encontro contou com a presença de mais de vinte escolas, integrantes do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Conselho Tutelar Norte e Sul, Creas, secretário da Semur, Claudiomar Rosa e do vereador professor Rodrigo.

 

Lilian Monteiro

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION