Companhia de infraestrutura hídrica começa estudos para implantação de obras no Amapá

0
23
Técnicos estão identificando necessidades do estado para elaboração de um plano de trabalho. O Amapá passou a ser área de atuação da Codevasf no início deste mês.
Por: Joyce Batista

 Foto: Maksuel Martins/Secom
Comitiva visitou orla de Perpétuo Socorro, canal do Beirol e ponte no Distrito de Lontra da Pedreira

Em visita ao Amapá nesta quarta-feira, 23, representantes da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), vinculada ao Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR), avaliaram a implantação de obras no estado. No início deste mês, o Amapá foi incluído na área de atuação da companhia através da Lei 14.053/2020, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, cujo projeto foi do presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre.

A comitiva, formada por cinco técnicos da companhia e os titulares das secretarias de Estado da Infraestrutura (Seinf), Alcir Matos, e de Transporte (Setrap), Benedito Conceição, visitou a orla do Perpétuo Socorro, o canal do bairro Beirol e a ponte do Distrito de Lontra da Pedreira, todos localizados em Macapá.

 

No primeiro momento, a Codevasf está avaliando a requalificação de obras na orla de Macapá e Santana e a implantação de pontes metálicas sobre rios e canais, fazendo atualizações de projetos já existentes ou elaborando novos planos.

“A Codevasf, em seus 46 anos de criação, atua em obras de infraestrutura hídrica, além de pontes, viadutos e barragens. Aqui especificamente, estamos avaliando a parte de requalificação de obras e a possibilidade de implantação de pontes metálicas em vários locais. Essa é a nossa primeira visita para justamente entender as necessidades do estado e podermos traçar um plano de trabalho”, explicou o representante do presidente da Codevasf, Felisberto Martins Garrido Neto.

O secretário de Estado de Infraestrutura, Alcir Matos, classificou como positiva a atuação do órgão em solo amapaense, que poderá ter maior facilidade em trâmites e execução das obras, contribuindo para o desenvolvimento da infraestrutura das cidades.

“É importante esse contato institucional que estamos tendo e já temos perspectivas de trabalhos em parceria com o governo. Eles estão avaliando alguns problemas de sua expertise, inclusive com atas e registros de preço a nível nacional. Então, isso pode ajudar a encurtar o prazo de licitações que possamos precisar”, afirmou.

Para o secretário de Transporte, a instalação de pontes metálicas vai beneficiar o deslocamento nas rodovias estaduais e municípios do interior do estado e aumentar a qualidade e durabilidade das pontes nesses locais.

“Estamos passando a situação de nossas pontes para eles, que pretendem fazer a instalação de estruturas metálicas com tabuleiros pré-moldados. Com essa nova tecnologia é possível executar pontes dentro de até 45 dias”, frisou Benedito Conceição.

Os representantes da Codevasf ainda pretendem realizar outras visitas técnicas aos municípios amapaenses. A companhia possui sede em Brasília e oito filiais nos estados brasileiros. Até o fim deste ano, a companhia irá instalar um escritório de representação em Macapá.