Concluída a reforma de 5 escolas estaduais – Correio Amapaense

Concluída a reforma de 5 escolas estaduais

O Governo do Estado do Amapá conclui neste sábado, 31, a manutenção predial e elétrica de cinco escolas da rede pública estadual de Macapá: Edgar Lino da Silva, Coelho Neto, Lauro de Carvalho Chaves, Maria do Socorro Smith e Antônio Cordeiro Pontes.

As escolas receberam vedação, reparos em banheiros, forros e telhados, troca de louças e fechaduras, podas de árvores, em algumas unidades, pintura geral do prédio e climatização. Foram investidos R$ 745 mil na manutenção das cinco unidades educacionais, executada pelas empresas contratadas pela Secretaria de Estado da Educação (Seed) e coordenadas pela Rede Física da secretaria.

Nas escolas Edgar Lino, Coelho Neto e Lauro Chaves, as aulas já começaram e foram conciliadas com o encerramento da manutenção. Já na escola Socorro Smith, as aulas começam na próxima segunda-feira, dia 2 de abril, e na Antônio Cordeiro Pontes, no dia 9 de abril.

Os estudantes não terão prejuízo, uma vez que equipe pedagógica da Seed reorganizou o calendário dessas unidades e serão garantidos os 200 dias letivos, como prevê a Lei de Diretrizes e Bases (LDB).

Outras frentes de trabalho ainda continuam nas escolas Lucimar Del Castillo, Antônio Castro Monteiro e Irineu da Gama Paes. As manutenções serão finalizadas até o dia 15 de abril e cada unidade está recebendo cerca de R$ 120 mil em investimentos com os serviços.

A Escola Santa Maria foi remanejada para um prédio próprio do Estado e, desde o fim de fevereiro, esse espaço passa por adaptação. A unidade será entregue em abril e as aulas começam em maio.

A Escola Maria Cavalcante de Azevedo Picanço, do Brasil Novo, também está sob intervenção, com manutenção na rede elétrica, troca de forro, telhado, instalações hidrossanitárias e manutenção da cozinha e pintura. A previsão é que a obra finalize em abril. A quadra da escola será reconstruída pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf). Por se tratar de uma escola com atendimento a estudantes do ensino fundamental II e ensino médio, a Secretaria de Educação optou em remanejar os discentes das séries finais, para outras escolas próximas, evitando prejuízos na conclusão do curso e no ingresso a universidades.

Investimentos

Até o momento, já foram realizadas manutenções elétricas em 30 escolas. Outras 25 escolas já passaram por manutenção predial civil e foram entregues à comunidade entre 2017 e 2018.

Ao longo do ano serão investidos aproximadamente R$ 22 milhões em serviços nas escolas do Estado. Apenas em Macapá (nas zonas urbana e rural), a estimativa de investimento é de R$ 5,4 milhões. Na capital do Estado, o valor será empregado em cerca outras 50 escolas apenas em 2018, sendo 30 da área urbana e 20 da área rural.

As manutenções foram divididas em cinco lotes e ocorrem simultaneamente em diversas cidades. No interior, as unidades da rede estadual também passam por manutenção predial. O Governo do Amapá executará os serviços em cerca de 70 unidades educacionais nos 16 municípios. As escolas Joaquim Nabuco, de Oiapoque, Vidal Negreiros, no Amapá; Santo Antônio do Jari e Mineko Haiashyda, de Laranjal do Jari, por exemplo, já estão em obras de manutenção civil e elétrica.

Em breve, terão início as manutenções nas escolas Joaquim Caetano e Vila Velha do Cassiporé. Segundo a secretária de Apoio a Gestão da Seed, Keuli Baia, para os serviços de manutenção, foram elencadas as escolas que precisavam receber, prioritariamente, as intervenções.

Os contratos foram assinados no fim de fevereiro e desde março as empresas estão realizando os serviços. As manutenções prediais têm uma duração média de 30 a 45 dias. “Estamos trabalhando para deixar o ambiente em condição de receber o aluno e, paralelamente, elaborando estratégias para que os estudantes não sejam penalizados com o atraso do ano letivo. Hoje, mais de 95% das escolas da rede já iniciaram o calendário”, esclareceu a secretária.

Santana

A Escola Estadual Foz do Rio Matapi, localizada no Elesbão, em Santana, foi a primeira unidade a receber a ordem de serviço para os trabalhos, no início do fevereiro. No local, foram investidos R$ 247 mil, incluindo a revitalização na parte elétrica.

A Escola Professor Afonso Arinos de Melo Franco, localizada na Área Portuária do município, passou por um grande trabalho de manutenção predial, onde foram investidos R$ 465 mil, para receber os alunos em 2018. A finalização da manutenção nessas duas escolas ocorrerá no próximo dia 3 de abril.

As escolas Walcy Lobato e Joanira Del Castilho, ambas em Santana, também passaram por reforma da rede elétrica e já receberam as centrais de ar condicionado. Atualmente, a Seed está trabalhando na recuperação do muro da escola Francisco Walcy Lobato.

Até junho de 2018, estão previstos serviços de reparos e manutenção nas escolas Almirante Barroso, José Ribamar Pestana e José Barroso Tostes.•

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION