Consultas médicas estão entre os serviços mais procurados na Ação Global

0
2
Governo do Estado é parceiro na ação, que ocorre neste sábado, 26, na Zona Norte de Macapá, com atendimentos até 17h.

 

 Foto: André Rodrigues
Oito médicos, além de outros profissionais cedidos pela Sesa, estão responsáveis pelos atendimentos de saúde

Com 15 profissionais, entre médicos, enfermeiros e técnicos, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) é uma das parceiras na 25ª edição da Ação Global deste ano, que acontece no complexo do projeto Minha Gente, no bairro Jardim Felicidade II, zona norte da capital, até 17h. Dentre os serviços mais procurados, estão as consultas médicas que, todos os anos, atraem um grande público.

Para fazer o atendimento, a Sesa garantiu oito clínicos gerais, que estarão até às 14h dando assistência à população. A professora Conceição Pinheiro, aproveitou a disponibilidade dos profissionais próximos a sua casa, se consultou e pediu uma avaliação dos exames dos filhos. “Estou há mais de um mês com esses exames, mas ainda não tinha conseguido tempo de ir ao hospital com o médico, e como essas ações facilitam nossas vidas, trouxe para que essa avaliação fosse feita aqui”, explicou a professora.

Além de consultas, estão disponíveis exames de triagem como verificação do Índice de Massa Corporal (IMC), aferição de pressão arterial e teste de glicemia. Outras atividades, como teste rápido de HIV, hepatite e sífilis estão sendo ofertados pelo Centro de Referência em Doenças Tropicais (CRDT). Aproveitando a grande movimentação, o Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap), está fazendo a captação de novos doadores e distribuição de materiais educativos sobre a doação de sangue.

Com dores na lombar e na perna, a aposentada Marta Morais precisa de um encaminhamento para fazer exames e saiu satisfeita. “Há algum tempo essas dores já vêm me incomodando. Depois de fazer alguns exames aqui, me encaminharam para o médico. Ele me avaliou e deu o pedido para fazer um raio x e ver qual o motivo dessas dores”, ressaltou.

De acordo com o coordenador dos serviços de saúde da Sesa, Carlos Araújo, a intenção da disponibilidade de atendimentos é levar a assistência o mais próximo possível do cidadão. “Os moradores desses bairros que ficam mais distantes do centro, têm uma certa dificuldade para ter acesso a esses serviços devido à locomoção. Então, uma ação como essa é extremamente importante para garantir que eles também tenham atendimento básico”, explicou o coordenador.

Cidadania

Na ação, o governo do Estado também está presente com a oferta de serviços de cidadania, com emissão de segunda via de documentos como Carteira de Identidade e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), pelo Sistema Integrado de Atendimento ao Cidadão (Siac) Super Fácil, que tem previsão de 400 atendimentos. A Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Sete) está com um posto para orientação e oferta de vagas de emprego.