COVID-19: APÓS CUMPRIMENTO DE CONDICIONANTES, ATIVIDADES ECONÔMICAS SÃO RETOMADAS DE FORMA GRADUAL EM MACAPÁ

0
1

Após 87 dias com portas fechadas para conter a contaminação pelo novo Coronavírus, parte das atividades econômicas consideradas não essenciais de Macapá foram retomadas de forma gradual, nesta terça-feira, 16, respeitando as condicionantes do Plano de Flexibilização, com movimento baixo de consumidores. As atividades foram suspensas no último dia 19 de março, por meio do Decreto Municipal 1.833/2020, que fixou novos horários e regras de funcionamento para setores do comércio, com a finalidade de conter a proliferação e reduzir os riscos de contágio do novo Coronavírus na cidade.

Voltaram a funcionar pelos próximos 15 dias o atendimento presencial em lojas de material de construção, floriculturas, comércios de autopeças, motéis, igrejas, templos religiosos, além dos que já estavam em funcionamento, como supermercados e bancos, além de 100% do transporte coletivo. “É um clima ainda de cautela e incerteza, de não saber quando tudo voltará ao normal. Sem falar que a retomada ainda pode regredir. Nós acreditamos que não, mas veremos como será”, disse o prefeito Clécio Luís.

Vale ressaltar que o relaxamento só ocorreu, porque a taxa de leitos está com, no máximo, 80% de ocupação, tanto de leitos clínicos quanto de UTIs, públicos e privados. O bloco para internação de pacientes com Covid do Hospital Universitário está em pleno funcionamento e a taxa de aceleração nos números de infectados apresentou estabilidade. Outro ponto importante para o funcionamento foi as empresas manterem medidas rígidas de higiene e distanciamento em seus estabelecimentos: pias com sabão na entrada; álcool gel para clientes e funcionários; distanciamento dentro das lojas; entre outras.

A administração municipal pontuou ainda que o plano pode ser ampliado ou recuado após o prazo, caso no decorrer apresente alguma alteração negativa. A 1ª etapa da reabertura do comércio está sendo monitorada pela Federação do Comércio do Amapá (Fecomércio/AP), para que as recomendações sejam cumpridas e as próximas fases da abertura gradual sejam implantadas.

A Prefeitura de Macapá recomenda ainda que clientes e funcionários são obrigados a utilizar máscaras e a respeitar o distanciamento social. Além disso, os lojistas devem fornecer álcool em gel para os consumidores. Alguns estabelecimentos ainda medem a temperatura das pessoas que entram nas lojas.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Mônica Silva

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui