Covid-19: Plataforma vai mapear leitos e ventiladores pulmonares para pacientes – Correio Amapaense

Covid-19: Plataforma vai mapear leitos e ventiladores pulmonares para pacientes

ABDI apresentou ao Coesp a ferramenta nesta quinta-feira, 16, na sede da SVS.
Por: Alessandro Veloso

 

 Foto: Nathanael Zahlouth/SVS
Apresentação da plataforma aconteceu durante reunião na SVS, em Macapá.

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) apresentou nesta quinta-feira, 16, para o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COESP) uma plataforma que vai ajudar no monitoramento de leitos de unidades de cuidado intensivo.

De acordo com a ABDI, a ferramenta funciona com tecnologia de inteligência artificial que pode auxiliar no mapeamento de leitos, assim pode auxiliar na tomada de decisões rápidas e ajudar a salvar vidas de pacientes de Covid-19.

Além disso, a plataforma possibilita também a localização dos cerca de 65 mil ventiladores pulmonares existentes no país, tanto no sistema de saúde público, como na rede particular.

A nova ferramenta foi apresentada na sede da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) para profissionais que atuam na linha de frente do enfrentamento ao novo coronavírus no Amapá.

Desenvolvida com a ajuda da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), a plataforma será liberada para a utilização do Ministério da Saúde (MS) e servirá para o auxílio na oferta de atendimentos a pacientes com coronavírus.

Tecnologia no enfrentamento

O MS informou que tem recebido projetos de soluções tecnológicas para o monitoramento e enfrentamento da pandemia. As sugestões que forem viáveis poderão ser utilizadas pela pasta.

Além da proposta de manter a gestão estrutural equilibrada, a plataforma, elaborada em formato de business intelligence, consegue também dados de quais equipamentos precisam de manutenção.

Segundo a ABDI, a plataforma ajudará o Governo Federal a decidir para qual unidade de saúde do país deve enviar os novos ventiladores encomendados e fabricados para combater a pandemia.

A plataforma será atualizada diariamente pelas ABDI e ABIN e a gestão ficará com o Ministério da Saúde.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION