Crianças do Bailique recebem atendimento especializado durante ação humanitária do Governo do Amapá na região

0
981
As ações foram destinadas para crianças de 0 a 11 anos, que receberam consulta com médica pediatra, em uma balsa ancorada na Vila Progresso.
Por: Paolla Gualberto

Durante ação humanitária do Governo do Amapá, realizada no Arquipélago do Bailique, distrito de Macapá, foram ofertados atendimentos em saúde para moradores da região. Neste sábado, 18, foi a vez das crianças receberem atenção especial de assistência.

Atendidos por uma pediatra, as crianças, de 0 a 11 anos, passaram por uma avaliação médica criteriosa. Com a precariedade da água, uma das principais reclamações foram os desconfortos estomacais e intestinais.

“A falta de um tratamento adequado da água que é consumida aqui na região, causam desde problemas de pele, distensão abdominal e outras patologias. Muitas crianças chegaram aqui com baixo peso e queremos sair daqui atendendo o máximo de famílias possível. Trouxemos alternativas farmacológicas para os mais variados tratamentos”, afirmou a pediatra, Ana Queiroz.

Franciskelly Maciel, mãe do Ícaro Silva, de 6 anos, moradora da comunidade do Jangada, destacou que a ação chegou com serviços que estavam precisando na região.

“Eu tô achando muito bom, é uma grande ajuda aqui pra gente que tá enfrentando todo esse problema com a água. Lá onde eu moro é meio longe de tudo, então poder trazer meu filho hoje tá sendo bom”, finalizou a pescadora, Fransciskelly.

Atualmente vivem cerca de 13 mil pessoas num conjunto de oito ilhas no Arquipélago do Bailique. São 57 comunidades banhadas pelo Rio Amazonas, com acesso apenas por via fluvial. A Mariane Brito é moradora da comunidade Freguesia e levou a filha Melissa dos Santos de 5 anos para consulta com a especialista.

“Aproveitei para pegar alguns remédios que ela estava precisando. Foi uma consulta de rotina, ela está bem, mas temos que aproveitar cada oportunidade que temos, não recebemos muitos atendimentos desse tipo por aqui, há algum tempo”, finalizou Mariane.

Decreto de emergência

O governador, Clécio Luís, decretou situação de emergência na costa do Amapá devido à escassez de água potável em localidades como o Bailique e a Vila Sucuriju, no município de Amapá. A medida facilita tomadas de decisões para auxiliar os moradores com a entrega de itens como água potável.

 Foto: Paolla Gualberto/Sesa