Defenap instala polo de atendimento na Zona Norte de Macapá

0
1
Espaço é para receber demandas das comunidades do Brasil Novo, Infraero I e II, Boné Azul, São Lázaro, Amazonas, Açaí, Jardim Felicidade I e II, Novo horizonte

 

 Foto: Irineu Ribeiro/Secom
Polo de atendimento da Defenap, na Zona Norte, dá mais tranquilidade às atividades na sede do órgão

A maior demanda que chega à sede da Defensoria Pública do Amapá (Defenap) é da população da Zona Norte de Macapá. Pensando nisso, o governo do Estado, através da própria Defensoria, instalou quinta-feira, 17, a Coordenadoria Descentralizada da Defensoria Pública da Zona Norte. O novo polo conta com espaço físico amplo, moderno e climatizado, e com sistema de energia solar para garantir atendimento de qualidade à população carente.

O espaço de atendimento da Defensoria Pública, na Zona Norte, funciona no Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), no prédio do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AP) Casa da Cidadania 10ª Zona, na avenida Maria Cavalcante de Azevedo Picanço, s/nº, bairro Infraero II, acesso pela Rodovia Norte/Sul. Há atendimento de demandas das comunidades dos bairros Brasil Novo, Infraero I e II, Boné Azul, São Lázaro, Amazonas, Açaí, Jardim Felicidade I e II, Novo Horizonte e outros.

Segundo o defensor público-geral do Amapá, Horácio Magalhães, levantamento da equipe técnica da Defenap mostra que o maior número de pessoas que buscam atendimento na instituição é de moradores da Zona Norte da capital – média de 60% dos atendimentos. O defensor disse, também, que todos os serviços oferecidos na sede da Defenap são disponibilizados na coordenadoria, a exemplo de assistência jurídica nas áreas criminal, civil e familiar, execução penal, direito agrário e cobrança de bancos, além de conflitos de vizinhanças.

“Então, vimos a necessidade de nos instalar nessa região. Aproveitamos o convite do Tribunal de Justiça, que nos cedeu o espaço onde atendemos às comunidades carentes dos bairros periféricos, que necessitam de assistência jurídica. Creio que o trabalho vai aumentar, mas diminuir gastos com passagens aos assistidos, e contamos com a compreensão da população que, ao invés de procurar a sede da Defenap, que venha buscar atendimento no polo da Zona Norte”, pontuou Magalhães.

A Coordenadoria Descentralizada da Defensoria Pública da Zona Norte fica sob o comando do defensor público Paulo José Ramos, que conduz os trabalhos com apoio de mais dois defensores e seis estagiários. A estrutura moderna do novo espaço contempla recepção, salas de conciliação e  mediação, auditório e uma brinquedoteca. O prédio é alimentado por um sistema de energia solar.

GALERIA DE FOTOS
 Créditos:Irineu Ribeiro/Secom

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui