Delegado diz que universitária assassinada na saída de um bar em Santana foi morta por engano.

0
29

 Joyce Luane, de 21 anos, teria sido confundida com outra pessoa, pela suspeita do crime, o desentendimento que foi a causa do homicídio teria sido com outra mulher, e não com a Joyce.

 

 

Polícia Civil chegou a uma conclusão após as  investigação que apontaram que Joyce Luane da Silva Pereira, de 21 anos, foi morta por engano na saída de um bar na madrugada de domingo (8) em Santana.

O delegado que investiga o caso disse que Joyce foi confundida com outra jovem, que teria tido uma desavença com a suspeita dentro do bar, o delegado Sandro Torrinha, titular da 1ª Delegacia de Polícia (1ª DP) do município, também informou que interrogou a suspeita, que confessou ter dado as facadas na jovem. O advogado da suspeita do crime procurou à polícia e disse que ela será apresentada na sexta-feira (13).

A autora do crime brigou dentro do bar, e foi retirada pelos seguranças, não satisfeita ficou esperando a sua desavença sair para então efetuar o crime banal, a mulher que teria brigado dentro do bar, saiu pela parte de trás e foi embora. O delegado agora aguarda a conclusão da perícia. A segunda mulher suspeita de agir nesse homicídio, pode ser uma adolescente. Estamos em cima dos fatos.

Joyce que foi levada as pressas ao  Hospital de Emergência, mas infelizmente não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois. A jovem cursava o 7º semestre de nutrição numa faculdade particular.

Atualizando…