Diário Oficial do Estado terá site próprio para versão eletrônica

0
17
Medida vai reduzir despesas de materiais de consumo e manutenção de equipamentos, além de tornar o Diário mais moderno e eficiente.

 

 Foto: Irineu Ribeiro/Secom
Programa que vai gerir as edições foi produzido pelo Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (Prodap), em parceria com a Sead

Com mais de 70 anos de circulação em papel, o Diário Oficial do Estado passará a ser publicado, exclusivamente, em formato eletrônico. A mudança está sendo viabilizada e busca, além de diminuir os custos, facilitar o acesso e preservá-lo em um ambiente virtual.

A previsão é de que o processo seja concluído no decorrer de junho deste ano, quando o Diário Oficial Eletrônico será publicado em um site próprio. A página online deve utilizar certificação digital, código de acesso e outros requisitos de validação.

O secretário adjunto de logística da Secretaria de Estado da Administração (Sead), José Marlúcio Alcântara, afirmou que o fim da edição impressa poupará gastos com papel e manutenção de maquinário, além dos custos para distribuição. “Atualmente, o Diário Oficial ainda é feito com papel, tesoura e cola, para só assim ser escaneado e transformado em PDF”, lembrou Alcântara.

Outra mudança importante é que o processo será realizado totalmente de forma eletrônica, inclusive no envio das matérias pelos diversos órgãos de governo para publicação no Diário. O programa que vai gerir as edições foi produzido por profissionais do Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (Prodap), em parceria com a Sead.

“Existia a necessidade de que cada órgão de governo fosse até a sede da Imprensa Oficial para levar as informações que deverão ser publicadas, mas, com a nova metodologia, as secretarias poderão colocar essas informações diretamente no ambiente eletrônico, para que a equipe da imprensa organize e publique o diário eletrônico”, explicou o secretário.

O novo método de publicação possibilitará a organização de todas as informações do governo do Estado, publicadas no Diário Oficial, que estão disponíveis no ambiente virtual. “Dessa forma, o servidor, por exemplo, poderá encontrar todas as informações relacionadas a ele em um acervo”, exemplificou o gestor.

O próximo passo para a implantação do Diário Oficial Eletrônico será realização de uma capacitação com cerca de 20 servidores efetivos dos quadros estadual e federal, que atuam diretamente no Departamento de Imprensa Oficial, ligado à estrutura da Sead.

Além disso, já está ocorrendo um processo de digitalização do acervo existente, que conta com documentos históricos desde a primeira divulgação dos atos do Poder Executivo, publicados no Jornal Amapá, de 19 de março de 1945.

Imprensa Oficial

A Imprensa Oficial do Estado do Amapá foi criada em 1945, como responsável pela publicação do Diário Oficial. Durante as primeiras publicações, a impressão da edição diária era feita letra a letra na máquina de tipografia. Com o tempo, o processo foi se modernizando, conforme os avanços tecnológicos oferecidos, até chegar à sua completa digitalização.

Para o diretor da Imprensa Oficial, Raimundo Nazaré Tavares, além da redução de custos significativos, o novo modelo irá dinamizar os espaços e oportunizar ao usuário o acesso em todo o acervo com a fidelidade dos documentos. “Teremos uma redução em cerca de R$ 300 mil nos gastos com a produção artesanal, além de possibilitar um maior dinamismo e transparência para essas informações”, destacou Tavares.

Manoel Raimundo Lopes é, hoje, o servidor mais antigo da Imprensa Oficial, trabalhando desde 1963 no setor na montagem do diário impresso. O funcionário vê com bons olhos o processo de modernização do trabalho. “Esse é um processo natural, porque hoje tudo está evoluindo, então temos que evoluir juntos. Esperamos que esse processo possa aprimorar a agilizar o nosso trabalho”, falou.

O secretário adjunto de logística destacou, ainda, que esse processo de digitalização do Diário Oficial vai possibilitar investimentos no aprimoramento dos serviços prestados pela Imprensa Oficial. “Queremos que o setor esteja preparado para atender a outras editorações de produtos e matérias em nível de governo, e quem sabe até abrir perspectivas para que a Imprensa Oficial possa fazer a editoração de revistas, livros e diversas coisas que hoje o governo tem que fazer fora do Estado, por não possuir equipe especializada para isso”, ressaltou.

Modernização

O processo faz parte da mudança na estrutura organizacional da Sead, que passará a validar seus procedimentos organizacionais e aperfeiçoará a qualidade do atendimento à população, levando em consideração a transparência administrativa, otimização dos serviços, redução da burocracia e otimização dos fluxos e processos. “Estamos trabalhando no fortalecimento da estrutura organizacional da secretaria, priorizando as pessoas e suas tarefas do dia a dia, organizando e dinamizando esse trabalho”, concluiu o secretário.