EM LARANJAL DO JARI, POLÍCIA CIVIL PRENDE HOMEM ACUSADO, ESTUPRO, CÁRCERE PRIVADO

0
469
EM LARANJAL DO JARI, POLÍCIA CIVIL PRENDE HOMEM ACUSADO PELOS CRIMES DE ESTUPRO, CÁRCERE PRIVADO, LESÃO CORPORAL E ROUBO
Por: Assessoria de Comunicação PC-AP

 Foto: Polícia Civil

Na noite desta segunda-feira, 23, a Polícia Civil do Amapá, por meio da 1ª Delegacia de Polícia de Laranjal do Jari e da Delegacia da Mulher de Laranjal do Jari, prendeu um homem de 24 anos de idade, acusado pelos crimes de estupro, cárcere privado, lesão corporal e roubo.
De acordo com a Delegada Ellen Gomes, em fevereiro desse ano, o acusado pediu para passar uma noite na casa, onde praticou os crimes.
“Ele se aproveitou da hospitalidade das vítimas. Com um terçado enrolado em um pano, que dizia ser uma arma de fogo, e mediante ameaças de morte, manteve o casal em cárcere dentro da própria casa. Amarrou o homem e estuprou a mulher várias vezes, inclusive, fez registros de vídeos e fotos do ato no celular da própria vítima. O casal conseguiu fugir pulando a janela da casa e, nesse momento, o acusado subtraiu com agressividade o celular da vítima”, explicou a Delegada.
O casal denunciou e, de imediato, os Policiais iniciaram as diligências. O acusado conseguiu fugir, sendo encontrado apenas o celular da vítima, que estava na posse de um indivíduo que o ajudou a tentar vendê-lo.
A Delegada disse ainda que, o acusado cumpria pena definitiva por roubo e tentativa de estupro e havia recebido o benefício de saída temporária com monitoração eletrônica, devendo ter retornado ao Iapen no dia seguinte à data que praticou o crime. O acusado foi indiciado e a representação pela prisão preventiva dele foi deferida pela justiça.
O acusado estava numa comunidade no estado do Pará, onde praticou mais dois estupros e roubou uma moto na estrada. Em seguida, tentou estuprar o adolescente que conduzia o veículo, o qual conseguiu fugir em direção ao matagal. Após praticar esses crimes na comunidade, o acusado fugiu para Laranjal do Jari na moto roubada.
Após denúncias, com o apoio do Delegado Rômulo Viégas e sua equipe, as buscas pelo acusado reiniciaram. Os Policiais se deslocaram de carro e mais caminhada de duas horas em floresta fechada até a Reserva Extrativista do Cajari. O acusado foi encontrado e preso em um igarapé, onde pescava com dois adolescentes.

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui