EM MACAPÁ, POLÍCIA CIVIL INDICIA A GENITORA DA VÍTIMA E O HOMEM QUE A ENGRAVIDOU APÓS RELAÇÕES SEXUAIS NÃO CONSENTIDAS

0
791
Por: Assessoria de Comunicação PC-AP

 

 Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil do Amapá, por meio da Delegacia Especializada em Crimes contra Crianças e Adolescentes (DERCCA), indiciou um homem (60 anos de idade) e uma mulher (34 anos de idade) pela prática do crime de favorecimento da prostituição ou de outra forma de exploração sexual de criança ou adolescente ou de vulnerável.
De acordo com o Delegado Ronaldo Entringe, titular da DERCCA, o crime foi registrado pela avó materna da vítima (16 anos de idade à época) no início do mês de julho desse ano.
“A avó da vítima procurou a DERCCA relatou que sua neta foi obrigada a ter relações sexuais com o indiciado, resultando em uma gravidez. Além disso, informou que sua filha, que é genitora da vítima, oferecia a adolescente ao indiciado em troca de bebidas alcoólicas, cigarro e dinheiro”, disse o Delegado.
Durante interrogatório, a mãe da vítima e o indiciado negaram os fatos denunciados.
Após ouvir todos os envolvidos no fato denunciado, o Delegado concluiu o inquérito policial, que resultou no indiciamento do homem que manteve relações sexuais com a adolescente, que era vizinho da genitora da vítima, a qual também foi indiciada.
O inquérito policial foi remetido à Justiça.