EM MACAPÁ, POLÍCIA CIVIL PRENDE HOMEM QUE AFOGOU A EX-MULHER

0
512
EM MACAPÁ, POLÍCIA CIVIL PRENDE HOMEM QUE AFOGOU A EX-MULHER ATÉ A MORTE NUM RIO LOCALIZADO NO MUNICÍPIO DE MAZAGÃO
Por: Assessoria de Comunicação PC-AP

 Foto: Polícia Civil

Nessa sexta-feira, 27, a Polícia Civil do Amapá, por meio da Delegacia de Polícia de Mazagão, prendeu um homem de 34 anos de idade, investigado por matar a ex-mulher, de 47 anos de idade, num rio localizado na Comunidade São Pedro, no Lago do Ajuruxi, no último sábado, dia 22.
De acordo com o Delegado Anderson Ramos, as diligências foram ininterruptas até a manhã de hoje, com a prisão do investigado.
“A Delegacia de Polícia de Magazão foi informada sobre o crime às 7h do último domingo, 22. A partir daí, iniciamos todas as diligências necessárias e só paramos quando tivemos êxito na prisão do investigado. Foram seis dias de investigações e através do trabalho eficaz de inteligência, monitoramos o investigado desde o dia posterior à morte da vítima”, explicou o Delegado.
O investigado foi preso na residência de parentes no bairro Amazonas, em Macapá, através do cumprimento de mandado de prisão preventiva.
O depoimento das testemunhas está em consonância com o resultado do laudo pericial, o qual constatou que a vítima sofreu lesões na cabeça e asfixia por afogamento. Além disso, durante interrogatório, o investigado confessou que por não aceitar o fim do relacionamento, acabou matando a ex-mulher. Ele deu socos na cabeça da vítima e, usando as mãos, enfiava a cabeça dela no rio.
O Delegado informou ainda que, durante as investigações, restou comprovado que a vítima e o investigado tiveram um relacionamento amoroso com histórico problemático, desde o ano de 2019.
“A vítima registrou um boletim de ocorrência contra ele por ameaça, mas assinou a negativa de representação. Além disso, foram requeridas e deferidas as medidas protetivas de urgência para a vítima, porém, no dia da audiência no fórum, ela não compareceu e o processo foi arquivado. Ou seja, ela procurou ajuda das instituições competentes, mas desistiu posteriormente”, finalizou o Delegado.
O homem preso, que já foi encaminhado ao Iapen, será indiciado por homicídio qualificado, com uma qualificadora de ordem objetiva (pelos meios de execução) e outra de ordem subjetiva (feminicídio).

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui