EM VITÓRIA DO JARI, HOMEM QUE MATOU O PRÓPRIO CUNHADO APÓS RECLAMAÇÃO SOBRE CACHORRO É INDICIADO PELA POLÍCIA CIVIL

0
284
Por: Assessoria de Comunicação PC-AP

 Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil do Amapá, por meio da Delegacia de Vitória do Jari, indiciou um homem pela prática do crime de homicídio.
De acordo com o Delegado Erivelton Clemente, o crime ocorreu na última segunda-feira, na Comunidade do Paga Dívida.
“A vítima, um homem de 36 anos, foi assassinada pelo próprio cunhado. De acordo com a esposa da vítima, o acusado, que é seu irmão tem um cachorro que costuma comer as refeições que ficam em cima da mesa, quando ninguém está vendo. No dia do crime, o cachorro comeu um peixe que seria a refeição do casal. Após isso, a vítima se queixou com a esposa sobre o que o cachorro do irmão dela havia feito. O acusado que passava próximo, ouviu a queixa. Em seguida, para uma construção ao lado da residência da sogra, onde morava, para pegar algumas madeiras e fazer uma casa para o cachorro. O acusado entrou na casa, pegou a espingarda e efetuou um disparo nas costas da vítima. A vítima foi socorrida pela esposa e por vizinhos, mas morreu dentro da ambulância a caminho de Laranjal do Jari. O acusado pulou no rio e fugiu. Realizamos diligências na tentativa de encontrá-lo, mas não conseguimos localizá-lo”, explicou o Delegado.
Nesta quinta-feira, 26, o acusado se apresentou com advogado e apresentou a arma de fogo utilizada no crime. Ele foi interrogado e, por não estar mais no prazo do flagrante, foi liberado em seguida.
O acusado foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil e pela impossibilidade de defesa da vítima.
O inquérito policial será remetido ao Ministério Público para o oferecimento da denúncia.

Artigo anteriorBPRE/TOR CAPTURA FORAGIDO DA JUSTIÇA
Próximo artigo6° BATALHÃO PROMOVE A OPERAÇÃO ESCOLA SEGURA
No momento em que a mídia tradicional está desacreditada e o jornalismo convencional enfrenta uma crise ética nunca vista, o Correio Amapaense apresenta sua revista eletrônica que promete fazer a diferença no quesito informação. Trata-se de nós, Correio Amapaense, cujo objetivo é discutir de forma crítica os problemas do nosso Estado, Cidade e País.