Empresa de Energia Cachoeira Caldeirão inicia instalação de sistema de sirenes

 

 

Ao todo, dez torres de alerta sonoro serão implantadas. Previsão é que a tecnologia esteja em pleno funcionamento ainda neste segundo semestre

A Usina Hidrelétrica Cachoeira Caldeirão (EECC), instalada no Rio Araguari, no município de Ferreira Gomes, Estado do Amapá, iniciou a instalação de um sistema de sirenes como melhoria do seu Plano de Segurança de Barragem.

Este sistema conta com 10 sirenes, sustentadas por torres metálicas, distribuídas estrategicamente entre a UHE Cachoeira Caldeirão e a UHE Coaracy Nunes, e tem a função de alertar a população ribeirinha na eventualidade remota de um rompimento da barragem. Além das sirenes, foram identificados e demarcados Pontos de Encontro e Rotas de Fugas. Todas essas medidas preventivas estão sendo implementadas com o acompanhamento da Defesa Civil do Estado do Amapá e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema).

A instalação desse sistema sonoro não é obrigatória para barragens cujo principal objetivo é a geração de energia. Entretanto, preocupada em dar tranquilidade à população, a Empresa de Energia Cachoeira Caldeirão (EECC), responsável pela operação da UHE Cachoeira Caldeirão, decidiu pela implantação das sirenes. Para tanto, foram investidos mais de R$ 2,3 milhões, e a expectativa é que o sistema esteja em pleno funcionamento no segundo semestre deste ano, após a realização de simulações acompanhadas pela Defesa Civil do Estado.

“A EECC optou pela instalação deste sistema para aprimorar ainda mais seus protocolos de segurança, como reflexo de sua busca incessante pela aplicação das melhores práticas do mercado”, afirma Luiz Otávio Henriques, presidente da Companhia.

Como funciona

 

As sirenes estão preparadas para produzir um alerta sonoro com intensidade de 70 decibéis, e são capazes de operar nas condições ambientais mais adversas. Os equipamentos podem ser acionados no local ou remotamente, por meio do Centro de Operações da Usina. O sistema de comunicação funciona por sinal de rádio, com redundância por sinal de satélite, além de estar integrado com a Defesa Civil, com envio de informações em tempo real, garantindo a confiabilidade requerida para um sistema de emergência.

Sobre a UHE Cachoeira Caldeirão

 

A Usina Hidrelétrica Cachoeira Caldeirão conta com três unidades geradoras de 73 MW cada, totalizando a potência instalada de 219 MW. O empreendimento tem um reservatório a fio d’água, configuração na qual todo excedente de vazão é vertido automaticamente pelos vertedouros. Com início da operação em 2016, a Usina é gerida pela Empresa de Energia Cachoeira Caldeirão, constituída pelas acionistas EDP e China Three Gorges.

A EDP é a controladora das Usinas Hidrelétricas Peixe Angical e de Lajeado, apontadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) com as duas melhores do Brasil. Além delas, a UHE Mascarenhas, também gerida pela EDP, aparece entre as 10 primeiras posições do ranking, que avaliou 148 usinas de geração de energia em critérios como meio ambiente, segurança, gestão da operação, gestão da manutenção e operação e manutenção entre 2019 e 2020, durante a Campanha de Fiscalização de Desempenho Operacional DARDO. Foi o segundo ano consecutivo em que uma hidrelétrica controlada pela EDP fica no topo da lista da Aneel.

Aurimar Monteiro

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION