Feira Itinerante Solidária atende moradores do bairro Congós

0
1
Além do apoio logístico do governo, os agricultores recebem orientações de boas práticas, exposição adequada dos alimentos e comercialização.
Mesmo com o tímido movimento, por causa das chuvas, a Associação de Produtores Rurais da Vila Valdemar (Aprova), em parceria com o Governo do Estado, realizam mais uma edição da Feira Itinerante Solidária, a Feira Sol. O evento ocorreu neste sábado, 12.

Dessa vez, os produtores foram expostos na Rua Claudomiro de Moraes, no bairro Congós, zona sul da capital, onde pequenos comerciantes ficaram de 7h às 12h para vender legumes, verdura, frutas e pescado.

Nesta edição, a associação contabilizou a presença de seis produtores com preços que cabem no boço do consumidor. Foram oferecidos cupuaçu, cheiro-verde, alface, couve, pimenta de cheiro, limão, farinha, peixes, entre outros.

Para a realização da Feira Itinerante Solidária, que sempre acontece nos dois primeiros fins de semana de cada mês, o Governo do Amapá dá apoio logístico, transporte e assistência técnica aos agricultores, através do Instituto de Desenvolvimento Rural do Amapá (Rurap).

A extensionista Fátima Marisa ressalta que todo o processo de produção é acompanhado por técnicos do Rurap. Além do apoio logístico, os agricultores recebem orientações de boas práticas, exposição adequada dos alimentos e comercialização, visando garantir que o consumidor adquira um produto saldável e de qualidade.

“Estamos levando a feira para diversos bairros da capital, aproximando o produtor do consumidor. Com isso ofertamos um produto de qualidade e por um preço acessível”, explicou a extensionista Fátima Marisa

O Guarda Civil Municipal Agibson de Souza Costa, 41 anos, é morador do bairro do Congós. Ele ressaltou que a iniciativa evita o deslocamento para outro local da cidade. “Estou levando verduras, legumes e peixes, que está com preço bem acessível, levo para casa muitos alimentos saldáveis e gastei menos de R$ 30,00, sem precisar sair do bairro”, destacou o consumidor”.

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui