FUNCIONÁRIO DO HCAL QUE USAVA CARIMBO EXTRAVIADO DE MÉDICO PARA EMITIR ATESTADO FALSO É INDICIADO PELA POLÍCIA CIVIL

0
510

Nesta sexta-feira, 2, a Polícia Civil do Estado do Amapá, por meio da 6ª Delegacia de Polícia da capital (6ª DPC), indiciou quatro pessoas pelos crimes de falsificação de documento particular e uso de documento falso.
As investigações se iniciaram após uma pessoa apresentar o atestado falso em seu local de trabalho, visando o abono da falta ao serviço.
Um homem de 52 anos de idade, funcionário administrativo do Hospital de Clínicas Alberto Lima, foi apontado como sendo a pessoa que estaria emitindo atestados falsos em nome de uma médica cujo carimbo teria sido extraviado no ano de 2018.
Outras três pessoas foram indiciadas como sendo participantes da atividade delitiva.
De acordo com o Delegado de Polícia Leandro Vieira Leite, da 6ª DPC, “a investigação seguiu a cadeia do percurso do documento, desde a expedição do atestado médico de forma fraudulenta até a entrega no local de trabalho, sendo individualiza a conduta de cada um dos envolvidos na consecução da ação delitiva”.
A pena prevista para o crime de falsificação de documento particular e a de uso de documento falso é de reclusão de 01 (um) a 05 (cinco) anos e multa.

.

.

Por: Assessoria de Comunicação PC-AP

 

 Foto: Polícia Civil