GEA reforça parceria com o Exército em evento alusivo aos 370 anos da instituição – Correio Amapaense

GEA reforça parceria com o Exército em evento alusivo aos 370 anos da instituição

Consolidação da Base Cartográfica do Amapá é uma das mais recentes parcerias do Governo do Estado do Amapá (GEA) com o Exército Brasileiro.

 

 Foto: Márcio Pinheiro/Secom
O governador Waldez Góes participou nesta quarta-feira, 18, de programação alusiva ao Dia do Exército, comemorado em 19 de abril

O Exército Brasileiro (EB) comemora 370 anos de criação em 19 de abril. Nesta quarta-feira, 18, em evento alusivo à data, o chefe do Executivo Estadual, Waldez Góes, reafirmou a importância de ter a instituição como parceira do Governo do Estado do Amapá (GEA), atuando não só nas fronteiras, mas em diversas outras frentes como saúde, subsidiando o planejamento de políticas públicas e, em questões ambientais. A solenidade aconteceu na 22ª Brigada de Infantaria de Selva – Foz do Amazonas, zona oeste de Macapá.

Góes enfatizou a consolidação da Base Cartográfica do Amapá como uma das mais recentes e importantes frentes de trabalho em parceria com a instituição. Os dados mapeados de todo o território amapaense darão subsídios para a execução de políticas públicas importantes e essenciais para a sociedade, como no âmbito da saúde, segurança pública, infraestrutura e regularização fundiária.

“Ao término dos trabalhos de mapeamento, o Amapá deixará de ser um vazio cartográfico e saltará ao posto de Estado brasileiro com a Base Cartográfica mais moderna e completa. Quem ganha com isso é, sobretudo, a nossa gente, que irá usufruir de políticas públicas executadas de forma mais segura e eficiente”, considerou Waldez Góes.

O governador também mencionou que a boa relação com o EB é estreitada desde o início da gestão e, que tem sido imprescindível, sobretudo, por ser uma instituição séria, transparente e abrangente. “Essa relação tende a se fortalecer ainda mais com a atuação da 22ª Brigada Foz do Amazonas, que teve sua primeira etapa implantada em janeiro deste ano e que irá aumentar a presença militar em todo o território amapaense, especialmente nas fronteiras com o Suriname e Guiana Francesa”, frisou.

Atuação

O comandante da 22ª Brigada de Infantaria de Selva – Foz do Amazonas, general Luiz Viana Filho, ressaltou que há 120 mil militares do Exército Brasileiro em atividade no país. “No Amapá, há cerca de 1,5 mil homens e mulheres resguardando as fronteiras diuturnamente, e realizando outras operações para manter a ordem, a paz, e o bem-estar da sociedade”, pontuou.

Viana Filho ainda destacou que até 2024 deve ser finalizada a implantação da 22ª Brigada agregando outras organizações militares e ampliando os serviços no Amapá. “Além de concluir obras de infraestrutura, estimamos chegar a 3 mil militares desencadeando mais operações, potencializando os trabalhos nas fronteiras e, firmando novas parcerias com Estado e municípios, honrando a nossa pátria e garantindo a ordem na sociedade”, registrou o comandante da 22ª Brigada de Infantaria de Selva – Foz do Amazonas.

Programação alusiva

O evento desta quarta-feira foi prestigiado por convidados e autoridades civis e militares e, marcado por formatura militar, apresentação da tropa e da Banda de Música do Exército, além de homenagens. Mas a programação da Semana do Exército, que tem como lema “O Exército Nunca Para”, prossegue até domingo, 22, e contemplará ações cívico-sociais em áreas urbanas e em comunidades indígenas, limpeza em logradouros e patrimônios públicos; exposições gratuitas de material militar em dois shoppings centers da capital, além de apresentações da Banda de Música da instituição.

Dia do Exército

Conforme explicou o general Viana Filho, a Batalha dos Guararapes, em 1648, simboliza a origem do Exército Brasileiro. Na época, índios, brancos e negros uniram-se e lutaram contra um invasor estrangeiro. A data representa a formação do patriotismo e civismo do povo brasileiro.

GALERIA DE FOTOS
 Créditos:Márcio Pinheiro/Secom

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION