Globo precisa pagar R$460 milhões para não perder direito de transmissão da Copa do Mundo

0
23

Globo precisa pagar R$460 milhões para não perder direito de transmissão da Copa do Mundo - Crédito: REPRODUÇÃO/REDES SOCIAISCrédito: REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS

A Globo cogita recorrer à Justiça do Brasil e da Suíça para reverter um contato de US$ 600 milhões com a Fifa. Segundo a emissora, uma parcela de US$ 90 milhões (cerca de R$ 460 milhões), vence nesta terça-feira, 30, e coloca em risco o direito a Copa do Mundo de 2022. Caso isso aconteça, será a interrupção de uma tradição de 50 anos para os brasileiros, que assistem o Mundial desde a Copa de 1970.

O balanço contábil da emissora indica que o ano de 2019 foi encerrado com um saldo de R$10,5 bilhões, o equivalente a três vezes o seu débito total à época, mas o gesto de não pagar uma conta de US$ 90 milhões junto à poderosa Fifa passa ao mercado a mensagem de que o grupo de mídia está inseguro quanto ao cumprimento de obrigações no futuro.

A Globo nega que esteja com dificuldades financeiras e insegura quanto ao futuro, mas não nega que a pandemia acelerou seu processo de transformação digital e redução de custos, o que inclui a dispensa de talentos como Miguel Falabella e Vera Fischer.

A emissora reconhece que está revendo “portfólio, propriedades e direitos”. Em nota, a emissora informa que “a negociação com a Fifa se dá exatamente nesse contexto”.