Governo do Amapá investe em mais asfalto para Macapá

0
2
O Estado está garantindo os recursos para a Prefeitura de Macapá dar continuidade nos serviços de recuperação de vias urbanas.
Por: Anne Santos

 Foto: Maksuel Martins/Secom
Recuperação asfáltica da Rua Leopoldo Machado iniciou no Centro e já está no bairro do Trem

Após o repasse de recursos do Governo do Estado do Amapá para a Prefeitura de Macapá, as vias urbanas da capital estão recebendo os serviços de recapeamento asfáltico. São R$ 35 milhões de investimento em mobilidade urbana somente em Macapá, para melhorar a trafegabilidade da população amapaense.

 

De acordo com o secretário de Estado das Cidades, Antônio Teles Júnior, o Governo do Amapá, tem auxiliado os municípios na garantia de verbas para investir nos serviços que mais precisam. Macapá, por exemplo, tem dificuldade em captar recursos para recapeamento de ruas, medida necessária para renovar o asfalto de uma via e evitar maior desgaste.

“A prefeitura não consegue captar recursos para recapeamento, apenas para asfalto de novas vias, então nós entramos para garantir recursos via convênios, melhorando a trafegabilidade das ruas com maior fluxo de veículos”, explicou o gestor.

 

Esses investimentos fazem parte do plano de mobilidade urbana executado em todo o estado, onde mais de 80 km de asfalto foram realizados em parceria com as prefeituras.  As ruas que serão revitalizadas foram definidas pela equipe técnica da prefeitura de Macapá.

Ao todo, os convênios firmados com a prefeitura de Macapá garantem recursos para 30km de asfalto.  Desses, 6km já foram executados contemplando as ruas: Av. Benhur Corrêa Alves, Av. Ana Maria Gomes da Costa, Av. Almirante Barroso, Av. Oséas de Oliveira Pimentel, Av. dos Timbiras.

Agora, os serviços são executados nas seguintes ruas:

Rua Leopoldo Machado;

Av. Dom José Maritano;

Av. 26 de Julho, Av. dos Timbiras;

Av. Equatorial;

Av. Feliciano Coelho;

Rua Manoel Eudóxio;

Rua Humberto Góes;

Av. Setentrional;

Av. Mamoeiro;

Av. Pinhal.

GALERIA DE FOTOS
 Créditos:Maksuel Martins/Secom

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui