Governo do Amapá orienta escolas sobre aplicação de atividades pedagógicas não presenciais

0
9
Guia propõe ações estratégicas para garantir a aprendizagem do aluno durante o período de suspensão das aulas presenciais.
Por: Caroline Mesquita

 

Escola e comunidade deverão fazer um plano de ação para a aplicação das atividades pedagógicas não presenciais,

A Secretaria de Estado da Educação (Seed) desenvolveu um guia para orientar as escolas estaduais sobre a implementação de atividades pedagógicas não presenciais durante o período de suspensão de aulas.

O manual apresenta, de forma simples e didática, a Instrução Normativa 002/2020 – SEED, e propõe ações estratégicas para manter o vínculo com a comunidade escolar, atender os direitos e objetivos de aprendizagem dos estudantes e o cumprimento da carga horária mínima anual, conforme disposto na legislação e normas correlatas. Acesse o guia completo aqui.

Equipes gestoras, coordenações pedagógicas e professores devem trabalhar atividades pedagógicas remotas com estudantes, mediadas ou não por tecnologias digitais de informação e comunicação, contanto que possibilitem o desenvolvimento de objetivos de aprendizagem e habilidades previstas na Base Nacional Comum Curricular, no Referencial Curricular Amapaense e no projeto pedagógico da escola.

Plano de ação

Cada escola, junto à comunidade escolar, deverá fazer um plano de ação para que se efetive a aplicação das atividades pedagógicas não presenciais, estabelecendo alternativas que possam nortear e auxiliar na execução da ação educativa e garantir o ensino aprendizagem para os estudantes.

O plano deverá atender cinco pilares fundamentais:

  • Diagnóstico da situação inicial;
  • Principais objetivos e metas;
  • Planejamento (estabelecendo as ações);
  • Execução (prazos, responsáveis, recursos necessários);
  • Monitoramento da execução;
  • e avaliação dos resultados.

Veja as orientações para a elaboração do plano de ação aqui.

Apoio às escolas

A Seed, por meio de suas Coordenadorias e Núcleos, apoiará as escolas na efetiva implementação e sistematização do processo de atividades pedagógicas não presenciais, assim como pelas capacitações e orientações aos gestores, coordenadores pedagógicos, professores, estudantes e aos pais e/ou responsáveis.

Escola Virtual – EVirtual

A Plataforma Escola Virtual – EVirtual será utilizada como ferramenta para realização das atividades de ensino e de interação entre gestores, coordenadores pedagógicos, professores e estudantes. O ambiente EVirtual do Amapá passa a .compor o Sistema Integrado de Gestão da Educação – SigEduc.

A Seed sugere as seguintes plataformas e ferramentas:

  • SigEduc;
  • Escola Digital;
  • Central de Vídeos;
  • AVA SEED;
  • MEC RED;
  • AVA MEC;
  • ProFuturo.

Entretanto, as escolas podem também usar outros meios para oferta das atividades, desde que possibilitem o acompanhamento de professores, coordenadores pedagógicos e gestores. Neste caso, devem propor material específico para cada etapa e modalidade de ensino, com facilidade de execução e compartilhamento.

Podem ser utilizadas:

  • Aulas ao vivo e online;
  • Aulas transmitidas por redes sociais;
  • Envio de conteúdos digitais;
  • Envio de material impresso com conteúdo educacional; disponibilização de plataformas de ensino online;
  • Compartilhamento de conteúdo educacional via rádio;
  • Videoaulas gravadas e disponibilizadas em redes sociais, entre outras.

Não tive acesso, e agora?

Aos estudantes que não tiverem acesso às atividades pedagógicas não presenciais, a escola deverá garantir o desenvolvimento de atividades complementares no retorno das aulas presenciais.