Governo empossa quatro novos gestores no primeiro escalão

0
21
Mudanças ocorrem nas secretarias de Justiça e Segurança Pública, Transporte, Infraestrutura e Desenvolvimento de Cidades.

 Foto: Márcio Pinheiro
Governador Waldez Góes destacou que as mudanças são necessárias para oxigenar a gestão e por força da legislação eleitoral

O governador do Amapá, Waldez Góes, mudou o comando das secretarias de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp); de Transporte (Setrap); de Infraestrutura (Seinf) e de Desenvolvimento das Cidades (SDC). A solenidade de posse dos novos gestores aconteceu nesta segunda-feira, 26, no Palácio do Setentrião, sede do governo amapaense.

Com as mudanças, a Sejusp deixa de ser gerida por Ericláudio Alencar, que reassume o mandato de deputado estadual na Assembleia Legislativa do Amapá, e passa a ter como gestor o ex-comandante da Polícia Militar do Estado do Amapá (PM/AP), coronel Carlos Souza. Jorge Amanajás deixa o comando da Setrap que agora tem como secretário o engenheiro civil Benedito Conceição, servidor de carreira.

Por outro lado, a Seinf e a SDC passam por uma troca de gestores. O arquiteto e urbanista Alcir Matos assume o setor de Infraestrutura (da qual já foi titular), enquanto o engenheiro civil João Henrique Pimentel é o novo titular da SDC.

Durante a solenidade, Waldez Góes frisou que a mudança é necessária devido ao prazo de desincompatibilização previsto na legislação eleitoral, uma vez que os colaboradores pretendem disputar as eleições deste ano. “Ao mesmo tempo, estamos oxigenando o governo ao trazer pessoas para contribuir com o desenvolvimento do Estado e servir à sociedade amapaense”, afirmou Góes.

Avanços

Durante a solenidade, o chefe do Executivo enfatizou o avanço nos setores que passam pela modificação de titulares. No setor de Defesa Social, que compreende os órgãos da segurança pública, destacou a assinatura dos contratos para obras no valor de R$ 50 milhões, efetuada no mês de março e que possibilitará a execução de 15 obras, entre as quais quartéis da PM/AP e do Corpo de Bombeiros do Estado do Amapá (CBM/AP), Píer Integrado da Segurança Pública e unidades do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), em Macapá, e Santana. Ele lembrou também a construção de um novo presídio de regime fechado no Amapá.

Quanto à atuação da Setrap, Góes enfatizou os trabalhos de mobilidade urbana que, desde 2015, diferentes pontos do Amapá são beneficiados com serviços do Plano de Mobilidade Urbana que contemplam municípios do interior, como Santana, Laranjal do Jari e Mazagão, além de bairros da capital amapaense com obras de drenagem, terraplanagem, pavimentação, acessibilidade, meio-fio e sinalizações.

O governador também destacou o importante papel que a SDC vem desenvolvendo, mesmo em com apenas dois anos de existência, com a função de promover o desenvolvimento urbano das cidades amapaenses. Dentre as atividades da pasta, o governador destacou o Plano de Ação para garantir que as vítimas do incêndio no Mercado Municipal de Oiapoque retornem às suas atividades e garantam o sustento de suas famílias.

Quanto ao setor de Infraestrutura, ele citou a realização de obras importantes como a construção das escolas estaduais Professor Antônio Munhoz Lopes e Professora Marly Maria e Souza da Silva, ambas localizadas no Conjunto Habitacional Macapaba, Zona Norte de Macapá e da Maternidade da Zona Norte, que desafogará em 40% a demanda do Hospital da Mulher Mãe Luzia.

O governador também reconheceu o empenho dos gestores que deixaram o comando das secretarias e frisou o desafio de assumir a responsabilidade de ocupar a gestão de órgãos em um período de crise econômica nacional que, consequentemente, atinge o Amapá. Ele enfatizou que, mesmo, em meio à desestabilidade econômica, o governo estadual vem implementando esforços para garantir qualidade de vida à população amapaense. Ressaltou a realização de concursos públicos como os da Defensoria Pública do Estado do Amapá (Defenap) e das polícias Militar, Civil e Técnico-Cientifica (Politec).

O governador frisou que, nos três anos de crise, há estados que estão atrasando salários e não conseguem manter o décimo terceiro dos servidores públicos, tampouco realizar progressões, o que, frisou, não é o caso do Amapá. Waldez Góes ressaltou que governo do Estado dá continuidade à política de valorização do servidor ao retomar a política de reajuste linear (data-base) para servidores estaduais. A partir do mês de abril, os servidores terão 2.8% de reajuste salarial. As gratificações dos servidores da educação alcançaram 20%. “Isto é fruto de uma gestão correta e transparente”, ressaltou.

Perfis

Benedito Conceição é formado em engenharia civil e matemática. Ele é servidor de carreira e já desenvolveu atividades na Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), Tribunal de Contas do Estado do Amapá (TCE/AP) e como secretário adjunto de Gestão da Setrap no período de 2015 a 2018.

João Henrique Pimentel é engenheiro civil, foi prefeito de Macapá no período de 2001 a 2008, vereador entre 2013 e 2016, quando deixou o cargo para assumir a gestão da Seinf.

Alcir Matos é arquiteto e urbanista e cursa mestrado em processos construtivos e saneamento ambiental, pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Com uma longa experiência no poder público, o gestor assumiu a Agência de Desenvolvimento do Amapá (Adap) e, posteriormente, a então recém-criada SDC.

O coronel Carlos Souza é ex-comandante da PM/AP e está na reserva depois de mais de 30 anos de serviços prestados à corporação.

GALERIA DE FOTOS
 Créditos:Márcio Pinheiro / Secom