Governo envia mais de 8 mil doses de vacina contra a Influenza para população indígena

0
18
As aldeias que receberam as doses foram dos municípios de Oiapoque e Pedra Branca do Amapari e comunidades indígenas do Norte do Pará.

 

 Foto: SVS
A abertura da campanha aconteceu na Unidade Básica de Saúde do Polo Base Aramirã, em Pedra Branca

O Governo do Amapá disponibilizou 8.846 doses de vacina trivalente contra a Influenza para as comunidades indígenas. O maior quantitativo foi para as aldeias do município de Oiapoque, no Norte do Estado, que receberam 7.473 doses da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS). Outras 1.373 foram para as aldeias do município de Pedra Branca do Amapari. Parte desse quantitativo, foi enviada às comunidades indígenas do Norte do Estado Pará.

O agente indígena de saúde, Patena Waiãpi, 41 anos, da aldeia Akaju, de Pedra Branca do Amapari, exerce a função há 20 anos e afirma que está sempre conversando com os índios da aldeia onde mora, alertando sobre a importância da vacinação. “Em nossa comunidade, o acesso é muito difícil. A vacina evita que adoeçamos e melhora a qualidade de vida”, atestou Patena, que levou os 11 filhos para atualizar a caderneta de vacinação.

De acordo com o Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde (PNI), em 2017, a cobertura vacinal da população indígena no Amapá ultrapassou os 100% da meta estabelecida. Foram 15.048 doses em todo o estado, incluindo índios desaldeados, que moram em cidades como a capital, Macapá. Em 2018, a meta é garantir 100% de cobertura vacinal.

Cobertura vacinal

A chefe da Unidade de Imunobiológicos da SVS, Andréa Marvão, explicou que, além da vacina contra a Influenza, são disponibilizados insumos estratégicos para as áreas indígenas de forma periódica, como outras vacinas, soro antivenenosos e seringas.

“A finalidade é melhorar a qualidade de vida dos indígenas, que são mais vulneráveis para contrair enfermidades e complicações decorrentes de doenças imunopreviníveis [que podem ser prevenidas por vacina]”, informou a chefe da Unidade de Imunobiológicos da SVS.

Marvão disse, também, que a vigilância em saúde envia para as aldeias, regularmente, as vacinas do calendário de vacinação de crianças, adolescentes, adultos e idosos.

Início da vacinação

No início desta semana, uma cerimônia marcou a abertura da campanha na Unidade Básica de Saúde do Polo Base Aramirã, área distante 130 quilômetros do município de Pedra Branca do Amapari.

O polo funciona como centro de prestação de serviços para as mais de noventa aldeias existentes na região, que conta com uma população de aproximadamente 1,5 mil indígenas.