Governo muda data de exoneração de Weintraub para antes de sua ida aos EUA

0
2

Abraham Weintraub viajou já na condição de ex-ministro e teria usado de benefícios diplomáticos de cargo que não ocupava mais

Abraham Weintraub agradece as "dezenas de pessoas" que o ajudaram a sair do paísREPRODUÇÃO/ REDES SOCIAIS

 

Opresidente Jair Bolsonaro (sem partido) retificou a exoneração do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub em decreto publicado na manhã desta terça-feira (23/6), no Diário Oficial da União (DOU). Na publicação, o governo corrige a data em que Weintraub deixou o Ministério da Educação de 20 para 19 de junho.

A primeira versão da exoneração saiu em edição extra do DOU no dia 20 de junho, horas depois de o ex-ministro pousar em solo norte-americano. Weintraub, portanto, teria feito uso de passaporte diplomático e visto especial para entrar nos Estados Unidos quando não era mais ministro da Educação.

O ex-chefe da Educação desembarcou pouco depois das 7h de sábado (20/06) em Miami. Ele deixou o Brasil após centralizar forte tensão entre o governo do presidente Jair Bolsonaro e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Weintraub chegou aos Estados Unidos como ministro e se apresentou como tal. Pouco mais de duas horas depois, o Diário Oficial da União (DOU) oficializava a perda do cargo.

Parlamentares chegaram a pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) que apreendesse o passaporte do ex-ministro, solicitação que não chegou a ser apreciada.

 

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui