Governo planeja segundo Edital de Produção Audiovisual do Amapá – Correio Amapaense

Governo planeja segundo Edital de Produção Audiovisual do Amapá

Primeiro edital lançado em 2017, selecionou 12 projetos para produções audiovisuais. O segundo deve pontuar formação, desenvolvimento e produção cinematográfica
Por: Andreza Teixeira

 Foto: Márcio Pinheiro/Secom
Governador Waldez Góes ouviu representantes do segmento durante reunião no Palácio para a formatação do segundo edital

Para intensificar a valorização e o fortalecimento do cinema amapaense, o governo trabalha na produção de um segundo Edital de Produção Audiovisual do Amapá. O objetivo é que a Secretaria de Estado de Cultura (Secult), garanta R$ 2 milhões à iniciativa, valor que pode chegar a R$ 12 milhões devido à parceria com a Agência Nacional de Cinema (Ancine), que gerencia recursos do Fundo Setorial Audiovisual (FSA).

O assunto foi discutido nesta segunda-feira, 23, no Palácio do Setentrião, sede do governo estadual, em um encontro presidido pelo governador Waldez Góes e que contou com a presença de representantes do segmento; da coordenadora de Políticas de Fomento da Ancine, Louise Vitorino e da diretora do Centro Técnico Audiovisual (CTAv), ligado à Secretaria do Audiovisual (SAv) do Ministério da Cultura, Daniela Pfeiffer, além da equipe de governo.

O fomento previsto é superior ao que foi oferecido no primeiro Edital de Produção Audiovisual, que contemplou 12 produções amapaenses em 2017. A interlocutora do edital, Ana Vidigal, explicou que o Governo do Amapá está trabalhando na elaboração do edital, de acordo com as novas normas do Fundo Setorial do Audiovisual, estabelecidas pela Ancine.

A produção do documento acontece em um período de ganhos para o audiovisual amapaense, visto que, nesta segunda-feira, também foi inaugurado o Núcleo de Produção Digital Equinócio (NPD), espaço que atende a um anseio do segmento ao oferecer capacitações gratuitas, tanto aos profissionais que já atuam na área, quanto aos que desejam iniciar no setor.

“O segundo edital pontuará formação, desenvolvimento e produção audiovisual. Trata-se de um instrumento que fortalecerá ainda mais o cinema amapaense”, explicou Ana Vidigal, que também é coordenadora do NPD. Ela acrescentou que o Edital de Audiovisual do Amapá é um pontapé para que os profissionais da área possam acessar outros recursos disponíveis no país.

O cineasta Augusto Pessoa participou da reunião. Ele considera que a iniciativa será uma oportunidade para alavancar o setor cinematográfico amapaense. “O que vejo é que o Amapá têm potencialidades para obter destaque no cinema nacional. Incentivos como esses editais, são o que precisamos para alcançar nosso potencial”, avaliou.

Waldez Góes destacou que é compromisso do governo investir nos diversos segmentos da cultura, entre eles o audiovisual. Ele acredita que as produções beneficiadas pelos editais podem garantir mais visibilidade ao Estado. “O Amapá possui riquezas ligadas à nossa natureza, nossa gente e à nossa cultura. Investir no setor audiovisual amapaense é uma forma de mostrar essas riquezas ao Brasil e ao mundo”, evidenciou Góes.

Formação em Cinema

Outro assunto discutido no encontro foi a implantação do Curso de Graduação em Cinema na Universidade do Estado do Amapá (Ueap). Na oportunidade, o reitor da instituição de ensino, Perseu Aparício, colocou-se à disposição do segmento. “É necessário que o curso tenha o perfil que o Estado precisa. Por isso, nós queremos ouvir os profissionais que atuam na área”, reforçou.

Também estiveram presentes no encontro o secretário de Estado de Cultura, Dilson Borges; a secretária adjunta de Estado de Comunicação (Secom), Ariele Martins, a secretária adjunta de Políticas da Educação, Diná Melo, e o deputado estadual Ericláudio Alencar.

GALERIA DE FOTOS
 Créditos:Márcio Pinheiro/Secom

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION